Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Estudar pela internet funciona? Veja respostas para as principais dúvidas

Número de estudantes adeptos de videoaulas online vem crescendo a cada dia

Por da redação Atualizado em 17 abr 2018, 19h01 - Publicado em 22 ago 2016, 18h51

O segmento de educação via internet só cresce: são cada vez mais estudantes optando por estudar através de ferramentas online como videoaulas no YouTube, simulados e plataformas criadas exclusivamente para atender a essa nova demanda. São oferecidas aulas, gratuitas ou pagas, para quem quer estudar sozinho.

Se você já cogitou assinar algum cursinho online ou assistir a videoaulas independentes de professores, deve ter se perguntado se esse formato realmente vale a pena e se é suficiente para o estudo. A resposta não é simples, porque depende muito do jeito de cada um: tem gente que se organiza melhor com aulas presenciais e tem quem consiga se virar sozinho. Se você ainda tem dúvidas, veja respostas para as principais dúvidas que ainda rondam a cabeça dos estudantes que pensam em aderir a essa modalidade de estudo.

  • Consultoria: Miguel Andorffy, fundador do Me Salva!, plataforma online de estudos para o vestibular

    Quais as vantagens da aula online?

    A maior de todas é poder escolher quando, como e onde estudar. Basta ter acesso à internet que a sessão é garantida: sala, quarto, cozinha, ou fora de casa, na biblioteca, escola, e até viajando. Outra vantagem é que o estudante pode montar um plano de estudos personalizado, focando nas próprias dificuldades, e avançar para o próximo tópico apenas quando se sentir totalmente seguro – já que é independente do direcionamento do professor. “É necessário bastante disciplina, mas compensa pelo ganho de estar mais focado e sem distrações, como os colegas de classe”, explica Andorffy.

    Como são as aulas?

    Esqueça as brincadeiras, interrupções e outros tipos de interferências que acontecem nas aulas presenciais. A aula online é muito mais dinâmica e não deixa espaço para nada além do conteúdo puro e simplificado. A gravação é focada inteiramente no professor, que aborda o conteúdo usando o auxílio de uma lousa ou imagens desenhadas para facilitar a compreensão e a memorização.

    Continua após a publicidade

    Os professores são bons?

    Geralmente, as aulas são dadas por professores formados em suas áreas. Não é muito diferente do que rola nas aulas presenciais, portanto costuma ser bem confiável. No caso dos cursos pagos, todo o planejamento de aulas é revisto e aprovado por uma equipe especializada, como é feito dentro das escolas. Para aulas gratuitas no YouTube, vale checar o professor, mas, geralmente, o conteúdo é confiável.

    É seguro comprar um curso online?

    No caso de cursos pagos, sempre bate aquele medo de fornecer informações de cartão pela internet. Mas os servidores são absolutamente seguros: os sistemas de pagamento seguem as normas dos requisitos internacionais que asseguram a proteção das informações. Os dados trafegados são criptografados e não são armazenados.

    >> 8 canais do YouTube para impulsionar os estudos

    Os alunos realmente estudam?

    Mas será que a eliminação de distrações como colegas de classe é o suficiente para fazer frente à maior das distrações, a internet? Para Andorffy, tudo depende da disciplina de cada estudante. Ao estipular tarefas diárias e uma rotina rígida que deve ser seguida a cada dia, é possível contornar as dificuldades que essa liberdade em “excesso” pode trazer. Com as facilidades trazidas pela educação online, mais e mais pessoas vêm obtendo aprovações estudando apenas por essa modalidade, o que prova que sim, os alunos realmente estudam! É necessário apenas encontrar o seu modo de adaptar os estudos ao formato online, sempre recorrendo a ferramentas que ajudam a não cair na procrastinação.

    Continua após a publicidade
    Publicidade