Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

MEC estende prazo de comprovação do ProUni para estudantes do ES

Novo prazo vai até o dia 15 de fevereiro; decisão se deve à paralisação da PM e a consequente onda de crimes e mortes no estado

Por redação Atualizado em 10 fev 2017, 17h50 - Publicado em 10 fev 2017, 17h47
prouni-logo-grande.png
Divulgação/MEC

O Ministério da Educação (MEC) decidiu estender o prazo de comprovação das informações do Programa Universidade para Todos (ProUni) para os estudantes do Espírito Santo pré-selecionados na primeira chamada do programa, divulgada no dia 6 de fevereiro. O novo prazo vai até o dia 15, próxima quarta-feira. Nos demais estados, o prazo continua na segunda-feira, dia 13.

A decisão se deve à paralisação da Polícia Militar no estado, há uma semana, que suscitou uma onda de crimes que culminou com a morte de 121 pessoas.

Primeira chamada

A primeira chamada pode ser consultada aqui. Após ter sido pré-selecionado, o estudante deve comparecer à secretaria da instituição de ensino superior portando os documentos necessários para comprovar as informações mencionadas na ficha de inscrição. Depois que todas as informações forem checadas, o estudante assina o Termo de Concessão e é inserido no programa de bolsa.

A segunda chamada sai no dia 20 de fevereiro, com comprovação das informações entre os dias 20 e 24 do mesmo mês. O prazo para participar da lista de espera é entre os dias 7 e 8 de março.

  • Inscritos

    O Programa Universidade para Todos (ProUni) 1º/2017 recebeu 1.535.042 inscritos nos 4 dias de inscrição. Como cada candidato pode fazer até duas opções de curso, foram 2.976.550 inscrições. Os cursos mais procurados são Direito e Administração, com cerca de 268 mil inscritos cada, seguidos por Pedagogia, em terceiro lugar, com 180 mil inscritos.

    Continua após a publicidade

    A maioria dos candidatos é mulher (60%) e de até 22 anos (67%). Os candidatos são, em maioria, de São Paulo (270 mil), Minas Gerais (179 mil) e Bahia (109 mil). As inscrições de ampla concorrência foram de 1.810.885 contra 1.165.665 por cotas. A nota de corte mais alta foi registrada em um curso de Medicina em Santa Maria (RS), com 811,30 pontos. Em seguida, vem um curso de Medicina em Colatina (ES), com 809,34 pontos de corte.

    Como funciona

    Para poder se inscrever no ProUni, é necessário ter feito o Enem, obter a nota mínima no exame (média de 450 pontos nas provas e nota acima de zero na redação), ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o ensino médio em escola privada com bolsa integral, e atender a pelo menos um dos pré-requisitos abaixo:

    – ter renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos;
    – ser portador de deficiência física;
    – ser professor da rede pública de ensino básico, concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

    Bolsas

    O ProUni oferece dois tipos de bolsas: integral e parcial (50% da mensalidade). A bolsa integral é para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. A bolsa parcial é destinada aos estudantes com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

    Os estudantes que conseguirem a bolsa parcial podem ainda se cadastrar no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) para financiarem a outra parte da mensalidade da universidade.

    Continua após a publicidade
    Publicidade