Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

ProUni já contabiliza mais de 980 mil inscritos

Estudantes podem se registrar no programa de bolsas de estudos do governo federal até às 23h59 desta terça-feira

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h59 - Publicado em 25 jan 2011, 13h29

Autalizadoem 25 de janeiro, às 20h

Estão abertas desde a manhã de sexta-feira (21/01) as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) do primeiro semestre de 2011, uma iniciativa do governo federal que facilita o acesso de alunos carentes ao ensino superior fornecendo bolsas de estudos de 50% ou 100% da mensalidade em faculdades particulares. As inscrições são feitas apenas pelo site do ProUni.

– Veja passo a passo como funciona o ProUni

O Ministério da Educação (MEC) divulgou que 980.218 candidatos já haviam se inscrito no programa até às 19h desta terça-feira. De acordo com as regras do ProUni, cada estudante pode se inscrever em até três opções de cursos e instituições. Os candidatos têm até às 23h59 de hoje para se cadastrarem no programa.

Neste primeiro semestre, o ProUni oferecerá 123.170 bolsas – 80.520 integrais e 42.650 parciais, de 50% da mensalidade – em aproximadamente 1,5 mil instituições de educação superior de todo o país. Podem se inscrever no programa os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atingiram, no mínimo, 400 pontos na média das cinco provas (ciências da natureza, ciências humanas, linguagens e códigos, matemática e redação).

Além de ter feito o Enem 2010, e alcançado a pontuação necessária, o candidato também precisa atender a um dos pré-requisitos abaixo:

Continua após a publicidade

– ter renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos;

– ter cursado todo o Ensino Médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o Ensino Médio em escola privada com bolsa integral;

– ser portador de deficiência física;

– ser professor da rede pública de ensino básico, concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

As bolsas integrais são destinadas para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. A parcial é para candidatos com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

O benefício do programa vale para toda a duração do curso, mas para continuar recebendo a bolsa o estudante precisa ser aprovado, no mínimo, em 75% das disciplinas cursadas em cada período letivo.

VEJA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade