logo-ge

Segunda etapa de inscrições do ProUni termina nesta quinta-feira

Primeira chamada dos pré-selecionados nesta etapa será publicada em 27 de fevereiro

Termina hoje, às 23h59, o prazo para as inscrições na segunda etapa do Programa Universidade para Todos (ProUni) – uma iniciativa do governo federal que facilita o acesso de estudantes de baixa renda ao ensino superior, fornecendo bolsas de estudo de 50% ou 100% da mensalidade em faculdades particulares. O cadastro no programa deve ser realizado apenas pelo site do ProUni.

– Veja como funciona o ProUni

Poderão se inscrever nessa segunda etapa os estudantes que não se inscreveram na primeira etapa – em 21 e 25 de janeiro. Além disso, também poderão participar do programa os candidatos que se inscreveram na primeira etapa e não foram pré-selecionados, ou aqueles que foram pré-selecionados para cursos em que não houve formação de turma, poderão candidatar-se novamente às bolsas.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a primeira chamada aos pré-selecionados nesta segunda etapa será divulgada em 27 de fevereiro e a comprovação dos documentos necessários deverá ser feita até 4 de março. No caso de ainda existirem bolsas disponíveis, será feita uma segunda chamada em 13 de março.

– ProUni registra mais de 1 milhão de inscritos na primeira etapa do programa

Como conseguir uma bolsa?
Para concorrer a uma bolsa é necessário que o estudante tenha realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2010 e tenha obtido a nota mínima de 400 pontos na média das cinco notas obtidas nas provas do exame. Além disso, o candidato precisa ter uma renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos e satisfaçam uma das condições abaixo:

– ter cursado o ensino médio completo em escola pública, ou

– ter cursado o ensino médio completo em escola privada com bolsa integral da instituição, ou

– ter cursado todo o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição, ou

– ser pessoa com deficiência, ou

– ser professor da rede pública de ensino básico, em efetivo exercício do magistério, integrando o quadro permanente da instituição e concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Neste caso, a renda familiar por pessoa não é considerada.

As bolsas integrais são destinadas aos alunos com renda familiar mensal, por membro da família, de até um salário mínimo e meio. Já as bolsas parciais (de 50%) são para os candidatos cuja renda familiar mensal por pessoa de até três salários mínimos.

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

– Notícias sobre o ProUni