Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Termina hoje prazo de matrícula para selecionados na segunda chamada do ProUni

Candidatos que não tiverem sido aprovados podem manifestar interesse para lista de espera entre os dias 13 e 14 de fevereiro

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h50 - Publicado em 6 fev 2014, 15h44

Os estudantes selecionados na segunda chamada do ProUni, liberada na segunda-feira (3), tem até hoje (6) para efetuar a matrícula na instituição escolhida. Os candidatos devem apresentar os documentos necessários para matrícula e comprovantes das informações fornecidas no ato da inscrição.

>> Confira o resultado da segunda chamada na página do ProUni

Quem não conseguir apresentar a documentação exigida ou perder o prazo será reprovado. Cabe ao estudante selecionado verificar na instituição os horários, endereço e procedimentos necessários.

Lista de espera

Os candidatos que não tiverem sido aprovados em nenhuma das duas chamadas poderão manifestar interesse por uma vaga na lista de espera nos dias 13 e 14 de fevereiro. As bolsas remanescentes serão distribuídas para esses candidatos conforme as notas no Enem. Caso seja chamado na lista de espera, o candidato terá os dias 19 e 20 de fevereiro para comparecer à instituição com a comprovação dos dados da ficha de inscrição.

Continua após a publicidade

Esta edição teve recorde de inscritos, com 1.259.285 candidatos e 2.424.354 inscrições (cada candidato pôde fazer até duas opções de curso). No ano passado, a primeira edição registrou 1.032.873 candidatos após o encerramento. Em 2012 (recorde anterior), foram 1.208.398.

Neste primeiro semestre, o programa oferece 191,6 mil bolsas – 131.636 integrais e 59.989 parciais, em 25,9 mil cursos, crescimento de 18% em relação à primeira edição do ano passado.

O programa

O ProUni é destinado a alunos que querem concorrer a bolsas de estudo, integrais ou parciais, em instituições particulares de educação superior. Podem receber bolsas integrais estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.

Para concorrer, era necessário ter feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas, além de não ter zerado a redação. Também era preciso ter cursado o ensino médio na rede pública ou com bolsa integral na rede privada e não ser portador de diploma de curso superior.

Continua após a publicidade
Publicidade