logo-ge

Amo Medicina, mas Direito é mais a minha cara. O que escolho?

Orientador profissional esclarece

Sou apaixonada por Medicina e pelo corpo humano. Tudo me encanta, me faz querer seguir nesta carreira. Mas acho que me daria super bem na carreira de Direito, por causa da minha personalidade. O que devo seguir? Direito, que é a minha cara, ou Medicina, que me encanta?
Enviado por Maria Fernanda Cruz

Não há como afirmar diretamente qual deve ser sua prioridade. A escolha de uma carreira depende dos valores nos quais cada indivíduo se baseia.

Enfrentar os desafios que o mercado de trabalho impõe, abdicar de uma área de grande interesse, encontrar a síntese entre desejos e possibilidades, são escolhas e ações que devem ser realizadas por você mesma, amparada em informações qualificadas, uma boa análise dos fatos, conversas colaborativas com as pessoas significativas para você e coragem para enfrentar as inevitáveis perdas parciais (pois toda escolha traz consigo a perda das opções colocadas de lado).

Compare fatores como ambientes e rotinas de trabalho, perspectivas de remuneração, áreas de especialização, conteúdos estudados ao longo da graduação, expectativas familiares, tipo de relações com outras pessoas propiciadas pelas duas profissões.

Considere, por exemplo, que o médico encontra com frequência situações de sofrimento humano; já o advogado lida com conflitos, diferentes interesses e pontos de vista. Apesar das duas profissões se dirigirem à promoção do bem-estar das pessoas, o fazem em campos diferentes – a saúde física e o bem-estar social.

Considere também de que forma você gostaria de intervir na realidade a partir de sua profissão.

Leia mais:
– Conheça o curso e a carreira de Medicina
– Conheça o curso e a carreira de Direito