Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Devo fazer Engenharia de Petróleo ou Engenharia Química?

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h32 - Publicado em 6 jun 2011, 12h38

Gosto bastante de assuntos que tratem de energia e petróleo. Já penso em Engenharia Química, pois meu pai e meu tio têm fábricas de produtos químicos. Portanto, já teria trabalho garantido e várias oportunidades. Gosto de química sim, mais existem conteúdos nessa matéria que não gosto muito, apesar de me sair bem. Agora estou em dúvida se sigo essa carreira ou tento Engenharia de Petróleo.
Enviado por Rayssa Melo de Araújo

Os cursos de Engenharia Química e de Engenharia de Petróleo guardam semelhanças e diferenças entre si. Parte dos estudos relacionados a petróleo envolve conhecimentos em química orgânica ligados ao processo de "craqueamento", ou seja, de separação e refino da matéria bruta em seus subprodutos, bem como ligados a indústria petroquímica. Mas a parte da Engenharia de Petróleo que mexe com geofísica, mineração e geologia marcam diferenças em relação à Engenharia Química.

Ambas as áreas oferecem boas perspectivas de mercado para os próximos anos. A Engenharia Química passa por bom momento, por exemplo, na área de produção de bicombustíveis, e também deverá se beneficiar da expansão da exploração de petróleo no Brasil, principal indicador que o Engenheiro de Petróleo terá boas ofertas nos próximos anos.

Leia mais:
Engenharia Química é a melhor escolha?

Será que Engenharia de Petróleo é o curso ideal para mim?

Gosto de Física e Geografia. Devo prestar Engenharia de Petróleo?

Há muitas oportunidades para o profissional de Engenharia de Petróleo?

Continua após a publicidade
Publicidade