logo-ge

Devo fazer medicina ou aposto no design?

Orientador profissional esclarece

Faço cursinho para Medicina há três anos, mas até hoje fico em dúvida pelo Design. Eu me interesso muito pelo aspecto visual das coisas. Sempre fui muito organizada e fico extasiada ao entrar em uma papelaria imaginando quanta coisa poderia fazer com aqueles materiais. Mas não sei dizer se conseguiria trabalhar com isso. O mercado me parece saturado e a remuneração não é tão boa. Já em relação à Medicina, me interesso muito, mas tenho alguns receios. Sempre amei ajudar pessoas e estudar e sempre me interessei pelo funcionamento do corpo humano. Mas aquela ideia de todo médico precisar ser uma pessoa fria e calculista não me agrada. Sou emotiva. Além disso, gostaria de ter tempo para meus hobbies e minha família. O que fazer?
Enviado por Luisa

Os interesses das pessoas são mesmo diversos; nem todos precisam estar presentes na profissão escolhida, podendo ser contemplados por atividades de lazer, como hobby ou como elemento de cultura geral.

A primeira questão que aparece é: há três anos você tenta ingressar em medicina – a dificuldade de ingresso é também um componente para a dúvida que você apresenta? Em que medida você não estaria procurando alternativas em virtude dos obstáculos encontrados? Sendo positiva ou negativa sua resposta, ela merece reflexão de sua parte.

Observe que não é totalmente correto afirmar que “todo médico deve ser uma pessoa fria e calculista”. O envolvimento emocional em seu trabalho deve sim ser ponderado para que possa executar procedimentos invasivos, tomas decisões de risco, mas não exclui a necessidade de certo grau de identificação com seus pacientes. Além disso, há formas diversas de exercer a profissão.

Quanto a design, procure avançar em sua pesquisa de profissões e sobre si mesma. Gostar de organizar materiais de papelaria e escritório não é um indicador suficiente para investir na carreira de designer. Considere também que interessar-se pela estética visual poderia abrir caminho para profissões como artes plásticas e arquitetura, por exemplo.

Reflita bem de forma a considerar o maior número de variáveis, além daquelas já apontadas em sua pergunta.

Leia mais:
– Não sei se escolho medicina. Como ter certeza?
– Preciso saber desenhar bem e usar programas de edição para ser designer?