logo-ge

É possível ser jornalista sem amar escrever?

Orientador profissional esclarece

Estou em dúvida entre os cursos de Jornalismo, Psicologia e Publicidade, pois gosto dos três. Gostaria de saber se é possível me tornar jornalista sem ter uma paixão por escrever, já que gosto desse curso especialmente por causa da habilidade de poder se expressar, investigar notícias e coisas do dia a dia.
Enviado por Vitor Coelho Ribeiro

O curso de jornalismo dedica parte de seu conteúdo para o desenvolvimento de conhecimentos relacionados ao tratamento de textos no que tange a sua construção linguística, clareza, finalidades, alcance do público alvo.

O domínio da expressividade e o cuidado quanto à formatação da informação é necessária para a boa investigação e transmissão de notícias. Considere que “escrever” é uma atividade-meio para a boa consecução das atividades jornalísticas. Esta é uma profissão que tem como objetivo a manutenção e a divulgação de aspectos culturais.

Publicidade é também um curso da área da comunicação social, como jornalismo. Seu objetivo, no entanto não é informar, mas “convencer” o público alvo da qualidade de uma ideia ou um produto. Estratégias de marketing e elementos ligados à criação de obras escritas e audiovisuais compõem a grade curricular.

Psicologia é uma profissão que se afasta deste campo. Este profissional dirige-se ao cuidado das pessoas, promovendo condições saudáveis de relacionamento e desenvolvimento e operando ações que visem o tratamento de distúrbios emocionais, cognitivos (ligados ao pensamento) e psicossociais (ligados aos relacionamentos sociais e grupais).

Aprofunde sua pesquisa quanto aos objetivos específicos de cada profissão para realizar a escolha.

Leia mais:
Teste: Jornalismo é o curso certo para você?
Teste: Será que Publicidade é mesmo a carreira certa para mim?
Quais são as características necessárias para alguém que vai cursar Psicologia?