Assine com até 65% de desconto

Editores da Capricho falam da nova cara do jornalismo na Feira GE

Para Thiago Theodoro e Juliana Costa, jornalismo digital é a prioridade para o leitor

Por Ana Lourenço Atualizado em 16 Maio 2017, 13h36 - Publicado em 26 ago 2016, 17h25

Engana-se (muito) quem pensa que o fim da edição quinzenal impressa da revista Capricho significa um baque negativo para a marca. Para Thiago Theodoro e Juliana Costa, editores da revista que participaram de bate-papo na Arena da Feira Guia do Estudante nesta sexta-feira (26), a decisão de encerrar a edição fixa da revista foi estratégica. “Decidimos priorizar o digital, que é o que a nossa leitora mais quer, hoje”, disse Thiago.

Para Thiago e Juliana, que estão, respectivamente, há nove e quatro anos na revista, a demanda de conhecimentos extras que se precisa ter hoje é muito diferente do que era quando ingressaram na profissão. “Há alguns anos, para trabalhar na Capricho, eu precisaria ter um bom texto. Hoje, preciso estar ligada em vídeo, aplicativos, novas redes sociais”, diz Juliana.

É a nova cara da profissão do jornalista, fato ressaltado por eles durante a conversa. “Tiramos a revista quinzenal, mas ainda lançamos várias edições especiais impressas. E agora temos um estúdio onde, ao invés de montar um tutorial escrito de maquiagem, podemos mostrar a repórter fazendo o passo a passo”, contou Thiago.

A mudança na forma de comunicar altera também a forma com que os jornalistas são contratados. “Hoje, se vou contratar uma estagiária, preciso saber como ela é nas redes sociais, se é criativa, se pensa fora da caixa”, explicou Thiago.

Para eles, também é necessário acabar com a ideia de que moda e beleza são interesses fúteis. “Agora temos a tendência de fazer transição capilar, de ressaltar o crespo e o cacheado. Isso é moda e é beleza, mas também é comportamento, é atitude”, disse Juliana.

O jornalista multifacetado, exigência do mercado de hoje, exige também atenção dos editores das revistas e meios de comunicação que influenciam os leitores. “Somos o tempo todo desafiados a pensar e nos colocarmos no lugar dos leitores”, contou Juliana. Mas, segundo eles, o trabalho ainda é gratificante. Para Thiago, “a geração seguinte sempre é melhor. Elas são bem resolvidas, não têm medo de falar o que pensam. Os adolescentes de hoje são muito mais legais e interessantes do que os da minha época”.

FEIRA GUIA ESTUDANTE
Data: 26, 27 e 28 de agosto
Horário: 9 às 19h
Local: Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo – Av. Otto Baumgart, 1000. Vila Guilherme, São Paulo – SP
Inscrições: Gratuitas. Podem ser feitas aqui ou pessoalmente no evento.

Continua após a publicidade
Publicidade