logo-ge

Engenharia de Alimentos é uma boa profissão?

Orientador profissional esclarece

Gostaria de saber se há bastante mercado de trabalho disponível para quem está se formando em Engenharia de Alimentos, pois em vários locais vejo que esse ramo da Engenharia ganhará foco no Brasil. Porém, vejo alguns engenheiros já formados que estão com dificuldade em arrumar emprego e ganhar um bom salário. Gosto desse ramo, mas não quero prestar algo que daqui a uns anos depois de formado terei que contar com a sorte para arrumar um bom emprego em uma boa empresa, obrigado.
Enviado por Douglas Reami

Há alguns elementos que colaboram para ampliar as oportunidades de uma boa colocação profissional: realização da graduação em escolas de qualidade, empenho nos estudos, participação de atividades como monitoria e iniciação científica durante a graduação, realização de bons estágios, participação em seminários, congressos, cursos de extensão, estabelecimento desde o curso de contatos profissionais (networking), entre outros. Veja, portanto, que a “sorte” ou a ocorrência de eventos aleatórios passam longe do alcance das melhores vagas e da construção de carreiras sólidas. Nesse sentido, considere a questão de outra forma: diante da atual realidade de mercado, como melhor me qualificar para enfrentá-lo?

– Veja como é o curso e a carreira de Engenharia de Alimentos

Por outro lado, seja pelo papel do Brasil no mercado internacional como exportador de alimentos, seja pelo crescimento do mercado consumidor interno em função da estabilidade econômica e da ampliação da classe média, as oportunidades são boas para este profissional.

A indústria alimentícia e a agroindústria são tradicionais empregadoras desse profissional, que é contratado para atuar diretamente nas linhas de produção, na gestão de pessoas, no controle e na gestão de qualidade, no apoio a processos e na pesquisa e desenvolvimento de produtos. Outras áreas que têm gerado contratações são a de pesquisa e desenvolvimento, de normatização e legislação – em órgãos públicos -, além de fabricantes de equipamentos e de embalagens. A atuação em pequenas e médias empresas também vem crescendo.

Entreviste professores dos cursos de Engenharia de Alimentos e profissionais (que você encontrará em empresas do ramo alimentício) para mais informações.

Leia mais:
– Teste: Será que escolho Engenharia de Alimentos?
– Dúvida: Engenharia de Alimentos oferece carreira promissora?
– Você consegue lidar com as pressões até o vestibular?