logo-ge

“Engenharia de Software tem mercado no Brasil?”

Você pergunta, nossos orientadores respondem

Engenharia de Software tem mercado no Brasil?

Lukas Katalunha

Por JULIANA RISSARDI, sócia-consultora da People & Results

Oi, Lukas, tudo bem?

Esse é um dos mercados que mais crescem atualmente, não só no Brasil. Com a grande expansão de tecnologia, a Engenharia de Software serve para atender à demanda de desenvolvimento de soluções tecnológicas para facilitar nosso dia a dia e também tudo que é digital dentro das empresas. Com as inovações em robótica, games e sistemas, cada vez mais o engenheiro de software é requisitado. Portanto, fique atento, pois esse é um mercado com grandes investimentos, o que o torna ainda mais disputado. Quanto mais conhecimento, especializações e profundidade você tiver nas ferramentas de tecnologia disponíveis hoje, melhor será sua entrega de soluções.

Minha dica pra você é: invista em muito conhecimento, ferramentas e competências na área. Porém, só faça isso se você realmente quiser trabalhar na área. Se você está escolhendo essa carreira somente pelo dinheiro, repense se isso irá durar por muito tempo, pois estar num trabalho só pelo dinheiro não garante sua satisfação, prazer e motivação por muito tempo!

Aproveite para pensar nisso antes de fazer sua escolha e boa sorte!

Ah, mais informações sobre a carreira de engenheiro de software você encontra no guia de profissões do GUIA DO ESTUDANTE

Envie suas dúvidas para nosso canal de Orientação Profissional

People & Results

Empresas são feitas de profissionais. São eles que constroem, transformam e perpetuam a cultura corporativa. Quando colocadas em posições que exigem aquilo que cada um tem de melhor, alcançam desempenho superior, são mais felizes. Portanto, cuidar da cultura da empresa e da carreira é peça fundamental na gestão de pessoas e para o sucesso nos negócios. Em suma, pessoas e resultados são o nosso negócio.
(A consultoria, especializada em carreira e cultura organizacional, responderá periodicamente as dúvidas dos leitores do GE).