Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Já está em cima da hora e nem sei o que prestar

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h26 - Publicado em 30 set 2009, 20h08

Eu não quero sair da cidade devido a diversos fatores e então estou em dúvida entre dois cursos: Biologia (esse curso eu gosto, mas tem química e ser professora não agrada) e Psicologia (gosto também, mas o mercado de trabalho me intriga). Ai, não sei mais nada. Me ajudem, só uma palavra de luz!!!!
Enviado por Liliani

Difícil atender seu pedido em uma “palavra de luz”; gostaríamos muito, mas pensamos que não existe a possibilidade de algo que mágica e rapidamente resolva as questões que envolvem a escolha profissional. Vamos indicar algumas questões para ajudar você a refletir um pouco mais; talvez acendemos algumas tochas para começar a iluminar o caminho.

Parece-nos que o universo de profissões disponíveis para sua escolha tem um primeiro limite: ela está condicionada aos cursos oferecidos em sua cidade. Dentre eles, você apresenta duas “opções”. Como você não expôs os motivos pelos quais não estudaria em outra cidade, não poderemos debatê-los – mas você pode e deve.

Pensamos que antes de colocar este limite, você poderia buscar identificar seus interesses de forma mais livre; talvez o que lhe impeça neste momento de vida de estudar fora possa a curto ou médio prazo deixar de existir, bem como talvez uma carreira com a qual você fortemente se identifique possa competir com os motivos que a impedem de considerar sua saída da cidade. A escolha de uma profissão indica que vamos dedicar boa parte do tempo de nossas vidas a ela; os fatores que impedem esta escolha podem ser circunstanciais, temporários. Sendo assim, pesquise também outras opções.

Vamos agora a suas dúvidas em relação a Biologia e Psicologia. Você se interessa por biologia, mas parece não gostar ou não se dar bem com química. Muitos cursos superiores têm em seu currículo conteúdos que podem não agradar em parte. Por exemplo: o curso de economia – que é considerado da área de humanas – tem uma grande carga de conteúdos ligados a matemática e estatística.

Se alguém tem verdadeira aversão por raciocínio matemático, isto pode realmente ser impeditivo. No entanto, a carreira profissional pode ser tão atrativa para outra pessoa que também tem dificuldades com matemática que ela, conscientemente, pode optar por enfrentar o desafio; nossa experiência indica que isso ocorre com boa frequência, e com sucesso por parte de quem escolhe.

Outro elemento é que o campo de trabalho para o biólogo não se restringe à educação; ele pode trabalhar em instituições ligadas à preservação do meio ambiente, em institutos de pesquisa de produção de medicamentos a partir de microorganismos, realizar controle de propagação de doenças em animais ou plantas, dentre outras possibilidades.

Quanto à Psicologia, não apenas suas dúvidas relacionadas ao “mercado de trabalho” (possibilidades de emprego e remuneração) como o conhecimento do “campo de trabalho” (áreas de atuação e necessidade social do trabalho do psicólogo) também podem ser diminuídas por meio de uma boa pesquisa. Portanto, mãos à obra: se “já está em cima”, acelere seu processo de investigação; talvez não seja a melhor maneira, talvez você tenha que esperar um pouco mais para tomar sua decisão – mas esta já é outra história…

Continua após a publicidade
Publicidade