Clique e assine GE Play por R$16,90

Não ter criatividade é um problema para quem pretende fazer engenharia civil?

Orientador profissional esclarece

Por Redação - Atualizado em 16 Maio 2017, 13h52 - Publicado em 21 jan 2015, 16h45

Eu me dou muito bem em exatas, sou apaixonada por cálculos, mas em questão de criatividade sou zero. Isso iria me atrapalhar de alguma forma?
Enviado por Anônimo

O engenheiro civil tem uma atuação essencialmente tecnológica. O curso de Engenharia Civil apresenta elevada carga de disciplinas que envolvem cálculo matemático e física. Este profissional se incumbe do cálculo estrutural (dimensionamento das cargas e esforços a que uma construção civil está determinada) e dos métodos construtivos.

Pode também realizar atividades como a análise e o planejamento dos transportes nas cidades, construção de estradas, pontes e viadutos, dimensionamento de tubulações e estações sanitárias, entre outras. Com o acúmulo de experiências o profissional pode também enveredar pelo campo administrativo e gerencial de empreendimentos relacionados a seu campo. Em relação a “ser criativa” ou não, não se precipite. Há diferentes formas de estabelecer inovações, criar soluções diferentes para questões que a realidade profissional apresenta.

Cientistas, técnicos, profissionais de todas as formações podem desenvolver atitudes criativas dentro de suas áreas. É comum ouvir de artistas que a criação é “10% inspiração e 90% transpiração”, ou seja, que bolar soluções inovadoras passa por muito empenho e trabalho racional também. Pode-se “aprender” a ser criativa. Se o tema lhe interessa, você pode dar uma olhada nas definições de criatividade presentes em http://pt.wikipedia.org/wiki/Criatividade.

Leia mais:
– Engenharia é a melhor opção de curso para mim?
– Você leva jeito para cursar Engenharia Civil?

Continua após a publicidade
Publicidade