Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

O Diabo Veste Prada e a metáfora do trabalho tóxico

Já reparou bem o jeito que a Miranda trata as pessoas?

Por Luccas Diaz Atualizado em 20 jul 2021, 14h00 - Publicado em 10 jul 2021, 00h10

Que atire a primeira pedra quem nunca assistiu o filme “O Diabo Veste Prada” (2003) e ficou curioso sobre como seria trabalhar em uma revista de moda em Nova York! O filme comemora 15 anos em 2021 e apresenta um recorte do glamuroso mundo do jornalismo de moda. Mas, assistindo ao filme anos depois, dá para perceber que o trabalho da assistente Andy não é nada digno de sonho e que, na verdade, é um ambiente bem tóxico e abusivo.

Vamos falar sobre isso?

1 – “EU AMO MEU TRABALHO”

“O Diabo veste Prada” mostra os bastidores do jornalismo de moda em Nova York. A jovem Andrea ‘Andy’ Sachs (Anne Hathaway) é assistente da editora-chefe da prestigiada revista Runway, Miranda Priestly (Meryl Streep).

2 – O DIABO É… TÓXICO?

A narrativa se baseia na dinâmica entre Andy e Miranda. A postura de “carrasco” de Miranda faz com que Andy sinta a necessidade de impressioná-la o tempo todo. Ao mesmo tempo que descobre seu gosto por moda, Andy se molda à imagem da chefe, em uma relação tóxica.

3 – MIRANDA É UMA BOA CHEFE?

A personagem representa aspectos que um chefe ideal não deve adotar. A editora-chefe é autoritária, humilha seus funcionários e frequentemente mistura vida pessoal com profissional.

4 – FAVORITISMO NO TRABALHO

Parte do “trabalho que um milhão de garotas matariam para ter” é realizar os caprichos de Miranda. E ela tem o costume de excluir  funcionários em detrimento de um favorito – o que contribui para um ambiente tóxico e competitivo.

5 – MACHISMO?

Discussões sobre o longa apontam que o verdadeiro vilão é o namorado de Andy, que não entende a carreira da jovem. Outro ponto é que a postura de Miranda pode ser interpretada como um mecanismo de defesa adotado por mulheres em posições de poder.

Qual a sua opinião sobre a postura da Miranda no filme? Comente nas redes sociais do Guia do Estudante

Continua após a publicidade
Publicidade