logo-ge

Pesquisei muito sobre vários cursos e não cheguei a nenhuma conclusão, o que devo fazer?

Orientador profissional esclarece

Estou no 3º ano do Ensino Médio e não tenho idéia de que curso prestar na faculdade. Pesquisei muito sobre vários cursos e não cheguei a nenhuma conclusão! O que devo fazer?

A busca de informação sobre as profissões é uma aspecto muito importante do processo de escolha profissional mas é uma condição indispensável mas não suficiente. Há mais coisas para fazer. No tocante à informação, faça uma lista das profissões que mais te chamaram atenção (seguramente não são todas, não é?). Depois escreva num papel primeiramente sua compreensão a respeito do que o profissional faz e em seguida os aspectos que te agradam e também aqueles que desagradam em cada uma delas. Provavelmente com isto você vai conseguir reduzir sua lista. Tendo menos profissões você pode aprofundar seu conhecimento sobre elas. Quanto mais informações melhor.

Também é necessário que você desencadeie um processo de autoconhecimento, isto é como você tem sido nestes últimos 17 anos, que jeito de ser você construiu, quais são seus interesses e quais as habilidades que desenvolveu.

Pense também como gostaria de levar a sua vida no futuro. Estamos falando em valores.

Via leitura de jornais e revistas, conversa com pais, amigos e professores, pense no mundo em que vive: sua família e padrão socioeconômico, sua escola, sua cidade, seu país e ele no mundo, para entender onde está inserido, percebendo os limites e possibilidades que rodeiam a sua escolha.

Também é importante conhecer as mudanças que vem ocorrendo no mundo do trabalho.

Com tudo isso em mão você terá condições de fazer sua escolha que significa fazer um projeto de como pretende intervir (profissionalmente e pessoalmente) neste mundo, quais habilidades, interesses e características pessoais gostaria de aperfeiçoar, mudar e adquirir e até que mundo gostaria de ajudar a construir. Como já dissemos em outras respostas, em última instância a escolha profissional é um “belo” ATO DE CORAGEM.