Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Quero cursar Filosofia, mas estou inseguro quanto ao retorno financeiro. Devo me preocupar?

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h37 - Publicado em 6 Maio 2014, 19h33

Quero cursar Filosofia, área que considero muito inspiradora. Mais especificamente, gostaria de ser professor. Porém, fico travado quanto ao retorno financeiro e às possibilidades de encontrar trabalho nesta área. Dizem para eu cursar outra coisa, que me dê uma estabilidade financeira melhor, e depois cursar Filosofia. Devo seguir estes conselhos?
Enviado por Lucas

O filósofo é o pensador que se debruça sobre questões da ética (o bem e o mal), estética (o “belo”), epistemologia (formas e natureza da produção de conhecimento) e da política.

A partir da especulação e da argumentação, o filósofo busca destrinchar a natureza e as condições das ideologias, dos valores humanos, da “verdade”, das ciências, das relações humanas.

Disparadamente a maior área de atuação é o ensino de Filosofia, tanto no ensino médio como no ensino superior. Para ser professor de ensino médio é necessária a licenciatura. Para lecionar em faculdades o graduado deve realizar estudos de pós-graduação – mestrado e doutorado.

A rede privada de ensino em geral remunera melhor o professor que a rede pública. Na pública o salário base gira em torno de R$ 950,00 por 24 horas semanais. No ensino superior a remuneração é maior.

Outras possibilidades são trabalhar com crítica de arte / literatura, produzir e editar textos reflexivos sobre temas pertinentes à área e eventualmente em empresas e instituições que desejem refletir sobre aspectos éticos ou queira aproveitar a visão abrangente do profissional no planejamento estratégico.

Leia mais:
– TESTE: Filosofia é o curso certo para mim?
– Os 20 melhores cursos de Filosofia do Brasil

Continua após a publicidade
Publicidade