Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Quero ser acadêmica de Publicidade e Propaganda! Por onde começo?

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 15 ago 2017, 15h56 - Publicado em 19 mar 2015, 17h42

Sou bacharel em Publicidade e Propaganda, com ênfase em Criação, e descobri minha vocação em pesquisa acadêmica. O problema é que me formei há dois anos e perdi contato com os professores. Me sinto sem jeito de simplesmente abordá-los depois de tanto tempo, e não sei por onde começar. Também gostaria de saber se posso ser pesquisadora independente e negociar financiamento diretamente com agências de fomento sem a necessidade de cursar um mestrado.
Enviado por Sheila Jorge

As agências de fomento seguem critérios determinados por legislação e por regimentos internos. A pesquisa desvinculada de universidades ou de órgãos e institutos de pesquisa – do “pesquisador independente” – é rara e só ocorre quando o pesquisador apresenta inúmeras referências de produção científica já realizadas, fruto de uma longa história de produção de conhecimento, o que não é seu caso atualmente.

O primeiro passo para o processo de disputa de vaga em um curso de pós-graduação stricto sensu (que forma pesquisadores e professores universitários) é a elaboração de uma “questão”: o que você deseja pesquisar? Por que motivo? Qual a relevância científica de sua questão?

De posse de um ante-projeto de pesquisa – em que você deve descrever sucintamente o tema da pesquisa proposta, a questão, a base teórica de que está partindo, os objetivos, procedimentos e a forma de tratamento dos dados recolhidos que pretende adotar, é hora de se inscrever em processos seletivos em instituições e áreas de concentração que você considera poderiam ajudá-la a desdobrar sua pesquisa.

O fato de estar distante há 2 anos de seus professores não é um fator importante. Na verdade a maior parte dos orientadores de pós-graduação preferem candidatos que já acumularam alguma prática profissional direta de onde retiram suas questões. Apresentar suas ideias a alguns deles pode lhe abrir portas e esclarecer inclusive se a construção de seu anteprojeto está adequada. Uma alternativa é antes de participar diretamente do processo seletivo solicitar vaga como “aluno-ouvinte” em disciplinas do curso, condição presente na maioria dos cursos de mestrado, principalmente em instituições públicas.

Visite instituições acadêmicas, informe-se sobre os processos seletivos e sobre a possibilidade de filiação como aluno-ouvinte, pesquise modelos de ante-projeto de pesquisa, e sobretudo procure estabelecer que questão de fato lhe incomoda / atrai de forma a tornar seu projeto profissional confiável para quem a lhe selecionará e motivador para você.

Leia mais:
– Entenda como funciona o Mestrado
– Como escolher um tema de pesquisa para a pós?

Continua após a publicidade
Publicidade