logo-ge

Relações Internacionais ou Tradutor e Intérprete?

Orientador profissional esclarece

Fiquei indecisa entre Relações Internacionais e Tradutor e Intérprete. Queria um curso que tivesse política envolvida, mas todos que acho são caros e complicados. Optei então por Tradução, porem não sei como anda o mercado de trabalho. Além disso, tenho medo de não conseguir desenvolver o inglês a tempo. Boa escolha?
Enviado por Carolina

O domínio da língua inglesa é fundamental em ambos os cursos. Alguns dos cursos de Relações Internacionais exige proficiência na língua para o ingresso; outros não apresentam essa exigência no vestibular, mas avaliam a proficiência na língua posteriormente. Há bibliografia em inglês ao longo da formação.

>> 10 fatos sobre a carreira de Tradutor e Intérprete

O curso de Tradutor e Intérprete tem a questão da fluência na língua como um de seus eixos. Nesse sentido, reflita sobre a necessidade de realização de curso extra-graduação desde já, inclusive como uma etapa para posterior ingresso em um dos cursos citados.

>> A carreira de diplomata em 9 perguntas e respostas

O contato sobre questões relacionadas a política, principalmente a geopolítica, ocorre apenas em Relações Internacionais, compondo com tópicos de economia, sociologia, direito e comércio internacionais seus temas centrais. O contato com esse tipo de questão como tradutor pode acontecer, caso se especialize em tradução de textos ligados a política ou participe especialmente em eventos relacionados ao tema.

Você pode obter mais informações em entidades ligadas às duas profissões. Para começar sua pesquisa sobre o mercado de trabalho consulte o Sindicato dos Tradutores e associações de internacionalistas.