Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Saúde Coletiva é uma graduação criada recentemente. Devo cursá-la?

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h33 - Publicado em 25 mar 2010, 13h20

Já pesquisei muito sobre cursar Saúde Coletiva. Mas por ser um curso ainda novo, não acho informações suficientes. Gostaria de saber sobre as disciplinas deste curso, o dia a dia do profissional e se mercado de trabalho é bom. Obrigado!
Enviado por Anônimo

O curso de Saúde Coletiva, também chamado de Gestão em Saúde, é realmente novo. Ele prepara profissionais que podem ser comparados a um administrador especializado em saúde pública. O campo de trabalho principal são programas governamentais. Mas o campo de trabalho também abrange empresas de seguro saúde.

Existem apenas 9 cursos no Brasil e cada um tem sua especificidade. Sugerimos que você entre nos sites das instituições que oferecem o curso para conhecer seus objetivos e grade curricular.

Para o professor aposentado do Departamento de Epidemiologia da Faculdade de Saúde Pública da USP, José Maria Pacheco de Souza, há necessidade de a USP criar uma graduação em Saúde Pública. Confira o que ele escreveu no site da faculdade:

"O Brasil tem mais de 5.000 municípios. Cada município tem um serviço, um sistema, uma secretaria ou pelo menos, um diretor de saúde. Possivelmente esse diretor de saúde ou é médico, ou dentista, ou não é nada, apenas alguém indicado ou não pelo prefeito. É alguém que conhece ou não saúde pública. De início, podemos pensar que poderiam ser aproveitados, na pior das hipóteses, um formado para cada município; será alguém que possa ser ou secretário da saúde do município ou vá trabalhar como funcionário burocrático da saúde, mas conhecendo saúde pública. Assim, mercado, ou emprego, ou demanda, tem."

– Guia de Profissões: Saúde Coletiva

Continua após a publicidade
Publicidade