Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Sisu: diferenças entre cursos parecidos para não errar na escolha

Arquitetura ou Engenharia Civil? Biomedicina ou Medicina? Ciência ou Engenharia da Computação? Conheça cada opção para decidir de forma consciente

Por Lisandra Matias Atualizado em 12 jun 2018, 00h50 - Publicado em 15 jan 2018, 08h00
(imagem: istock)/Guia do Estudante

Você que vai se inscrever para o Sisu 2018/2, a partir de 12 de junho, já sabe que deve ficar de olho na nota de corte de cada curso. É ela que vai mostrar suas chances de ingressar na graduação escolhida.

Mas como a nota é atualizada uma vez por dia (com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos) e você pode mudar de opção quantas vezes quiser, é comum os candidatos se interessarem por outros cursos que não estavam nas suas preferências iniciais.

Por isso, vale a pena conhecer as diferenças entre cursos, aparentemente, semelhantes para não errar na escolha. Confira alguns exemplos a seguir.

  • Qual a diferença entre:

     Agronomia, Engenharia agrícola e Agronegócios?

    Os três cursos preparam profissionais para execução de diferentes tarefas na mesma área. Enquanto a Engenharia Agrícola é direcionada para a parte mecânica da agricultura, como planejamento, criação e manutenção de máquinas, entre outros, a Agronomia se volta para todas as etapas da agropecuária – do plantio e da criação de rebanhos à comercialização da produção. E o curso de Agronegócio cuida da gestão e economia das cadeias agroindustriais, com vistas ao aumento da eficiência dos negócios.

     

    Alimentos (ou Ciência e Tecnologia de Alimentos) e Engenharia de Alimentos?

    O profissional de Ciência e Tecnologia de Alimentos preocupa-se, essencialmente, com a qualidade e o teor nutricional dos alimentos. Já o engenheiro de alimentos é responsável por garantir essa integridade e qualidade na indústria, da seleção de matérias-primas e definição dos processos de produção às condições de armazenamento e distribuição.


    Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil?

    Os dois profissionais trabalham na construção de casas, prédios, edifícios comerciais e obras públicas. No entanto, atuam de forma diferente. O engenheiro está mais habilitado a lidar com questões técnicas, como os cálculos estruturais ou o estudo de resistência dos materiais. Já o arquiteto tem uma formação mais humanística que o capacita melhor para apresentar soluções estéticas e de funcionalidade dos espaços. Tradicionalmente, enquanto o arquiteto faz o planejamento da utilização do espaço (o tamanho de cada ambiente, a posição de portas e janelas, a localização dos pontos de iluminação etc.), o engenheiro civil implanta o projeto. Ele executa as obras estruturais, elétricas e hidráulicas, sendo o responsável pela análise do solo, pela definição do tipo de fundação e pelo cálculo do tamanho de colunas, vigas e lajes.

    Ciência da Computação, Engenharia da Computação e Sistemas de Informação?

    Embora os três bacharelados tenham uma base forte em matemática e contato com áreas da computação, como programação, banco de dados e sistemas operacionais, o foco de cada um deles é diferente: desenvolver novos programas e softwares para várias plataformas (Ciência da Computação), desenvolver máquinas e hardwares (Engenharia da Computação) e desenvolver processos na área de informática (Sistemas de Informação). Você também pode entender as diferenças a partir de um smartphone: Se você gostaria de instalar aplicativos e adoraria desenvolver seus próprios programas, provavelmente Ciências da Computação seja o seu caminho. Mas se a sua vontade é de desmontar o aparelho, entender e pesquisar o que tem lá dentro (hardware), então considere Engenharia de Computação. Agora, se você prefere lidar com pessoas, gerenciar grupos de conversa e processos, Sistemas de Informação pode ser uma boa opção.

    Continua após a publicidade


    Comércio Exterior e Relações Internacionais?

    O profissional de Relações Internacionais conduz as relações entre povos, nações e empresas, e promove o entendimento para facilitar acordos políticos, militares, econômicos e culturais. Já o profissional de Comércio Exterior se ocupa especificamente do intercâmbio comercial entre nações, principalmente de compra e vendas entre empresas de diferentes países. Lida com números, cotações, despacho aduaneiro e contratos. No mercado de trabalho, porém, podem ser parceiros. Numa negociação comercial, por exemplo, enquanto o especialista em Relações Internacionais vai atuar na estratégia e planejamento do negócio e na análise do mercado e sua política externa, o profissional de Comércio Exterior foca no fechamento do acordo comercial e nos trâmites para a operação se concretizar.


    Ecologia, Engenharia Ambiental e Gestão Ambiental?

    Ecologia tem base forte em Biologia, diferentemente de Engenharia Ambiental e de Gestão Ambiental, mais voltadas para cálculo e administração, respectivamente. O ecólogo lida com a inter-relação dos seres vivos e do meio físico. Já o gestor ambiental desenvolve e executa projetos que visam à preservação do meio ambiente. E o engenheiro ambiental cria e aplica tecnologias para preservar a qualidade da água, do ar e do solo.


    Medicina e Biomedicina?

    Embora os dois profissionais atuem no mesmo campo da saúde humana, são carreiras diferentes e que exigem qualificações próprias. O biomédico identifica e estuda os microrganismos causadores de doenças para determinar suas causas e, assim, pesquisar substâncias que poderão tratá-las ou preveni-las. Ainda faz interpretação de exames e pesquisas genéticas. Já o médico, apesar de também pesquisar as doenças e tratamentos, atua diretamente em contato com pacientes. Só ele pode diagnosticar doenças, receitar medicamentos e realizar cirurgias.


    Engenharia Mecatrônica e Engenharia de Controle e Automação?

    As duas partem de três áreas: mecânica, elétrica e computação. A diferença fundamental está na ênfase dada em cada uma dessas áreas. A Engenharia Mecatrônica parte de uma base majoritariamente mecânica, a Engenharia de Controle e Automação parte de uma base elétrica, com bastante ênfase em controle e automação.


    Medicina Veterinária e Zootecnia?

    O zootecnista tem conhecimentos focados na área de nutrição e alimentação, melhoramento genético e administração, buscando maior produtividade e rentabilidade na criação de animais. Já o médico veterinário centra-se na saúde dos animais, sendo responsável pela assistência clínica e cirúrgica e pelo controle da fabricação de produtos de origem animal.


    Química e Engenharia Química?

    Os dois profissionais têm diferentes campos de atuação. O bacharel em Química trabalha, fundamentalmente, em laboratórios, fazendo análises químicas, desenvolvendo materiais e propondo novos processos para obter produtos químicos. O engenheiro químico também se ocupa de processos químicos, mas em escala industrial – ou seja, ele trabalha na indústria, dimensionando equipamentos e definindo as etapas do processo de fabricação. Para realizar atividades tão distintas, o curso de Química tem um foco maior em disciplinas ligadas às ciências puras, enquanto a Engenharia trabalha mais com a aplicação dessa ciência no dia a dia de uma indústria.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade