Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Sou homem e quero dar aula para crianças. Haverá preconceito?

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h44 - Publicado em 19 mar 2012, 12h11

Sou homem e quero ser professor de crianças. Será que existirão muitos preconceitos quando estiver no cargo?
Enviado por Genilson Melo

Para ser professor de Educação Infantil (pré-escola) e no Ensino Fundamental I (primeiro ao quinto ano) é necessária a formação em Pedagogia. De fato, as mulheres são ampla maioria nos cursos de Pedagogia atualmente.

Isso nem sempre ocorreu da mesma forma. No século XIX quase não havia mulheres responsáveis pela educação formal. Gradativamente, durante o século XX, as mulheres foram se ocupando dessa atividade, por motivos sociais e econômicos. Cabe salientar, portanto, que não há nenhuma “natureza” feminina nesta profissão.

A presença de homens na educação de crianças pode gerar surpresas nos pais; por outro a presença masculina pode enriquecer o grupo profissional. O profissional bem qualificado pode negociar diante das expectativas e superar eventuais preconceitos.

VEJA TAMBÉM

– Teste: Será que Pedagogia é para mim?

Continua após a publicidade
Publicidade