logo-ge

Um curso mais específico ou um abrangente?

Orientador profissional esclarece

Olá, estou ainda no Ensino Médio, e estou em dúvida entre os cursos de Engenharia de Materiais e Engenharia Química. Ambas envolvem química (que é a matéria que eu mais gosto), porém há uma diferença: o curso de Eng. Química é mais abrangente do que de Materiais. Materiais seria um subgrupo. Eu realmente quero fazer Eng. de Materiais, mas estou com medo de não conseguir emprego por ser um curso mais específico. E agora, o que eu faço?
Enviado por Graziela Pentean

A Engenharia Química, segundo a descrição no Guia de Profissões do GE é "a área da engenharia voltada para o desenvolvimento de processos industriais que empregam transformações físico-químicas." A Engenharia de Materias é "o ramo da engenharia voltado para a pesquisa de materiais e de novos usos industriais para os materiais já existentes".

Como você já percebeu, os dois cursos mantêm proximidades, e de fato Materiais é mais específico do que Química, o que não quer dizer que esta é melhor. A Engenharia Química vai se preocupar com os processos industriais e tem menos química na sua grade do que se imagina. Faça um levantamento na internet e veja a grade curricular tanto dos cursos de Materiais quanto de Química nas faculdades que você tem interesse em entrar.

A área de Materiais envolve a física e a química e cada vez mais se faz importante para a sociedade. Não podemos esquecer que a natureza de onde são extraídas as matérias-primas tem um horizonte finito.

Caminhamos para uma sociedade em que a formação inicial não se constitui como uma prisão que não permite que a pessoa saia daquele lugar. Cada vez mais, esta formação deve ser encarada como ponto de partida e não como ponto de chegada. Não temos condições de saber como estarão "as coisas" daqui a 5 anos quanto você se formar e assim fica difícil prever como estará o mercado de trabalho. O que está sob seu alcance é buscar uma ótima formação para disputar um mercado provavelmente bastante disputado.