Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

“Vou sofrer muito preconceito no mercado de trabalho se eu mudar de área?”

Você pergunta, nossos orientadores respondem

Por Redação Atualizado em 5 mar 2020, 16h54 - Publicado em 5 mar 2020, 16h36

Olá, tenho 22 anos e sou técnica de enfermagem, porém não quero fazer graduação em Enfermagem. Não me vejo sendo enfermeira, por mais que muitos à minha volta vejam como obrigação eu ter que me tornar enfermeira. Não me vejo nessa profissão a longo prazo, não estou muito satisfeita e muitas coisas me fazem querer essa mudança logo. Penso em fazer Administração ou Contabilidade, porém tenho muito medo de não conseguir entrar para o mercado de trabalho nessas áreas. Me ajudem, será que vale a pena essa mudança, vou sofrer muito preconceito no mercado de trabalho por mudar de profissão?

Lucélia Pereira

Por JULIANA RISSARDI, sócia-consultora da People & Results 

Olá, Lucélia,

Muitas pessoas ficam com receio de mudar de profissão pensando em como fazer para ingressar no mercado de trabalho. Porém pense que como você já tem uma experiência prévia, mesmo que em outra carreira, isso também conta como competências já desenvolvidas, principalmente as comportamentais dentro do ambiente de trabalho. 

Além disso, como você está pensando em fazer uma faculdade, lembre-se que ainda terá tempo para você atuar na área. E ainda tem todo o período de estágio que você irá fazer para conhecer mais as áreas de atuação e as empresas. O que é também uma ótima porta de entrada para uma nova carreira. 

As faculdades de Administração e Contabilidade são bem diversificadas em termos de atuação, portanto podem te dar maior abertura no mercado de trabalho. A importante reflexão que deixo para você é sempre escolher aquilo que realmente gosta, e ser feliz trabalhando naquilo que te traz prazer. 

Boa sorte e sucesso!

Envie suas dúvidas para nosso canal de Orientação Profissional

People & Results

Empresas são feitas de profissionais. São eles que constroem, transformam e perpetuam a cultura corporativa. Quando colocadas em posições que exigem aquilo que cada um tem de melhor, alcançam desempenho superior, são mais felizes. Portanto, cuidar da cultura da empresa e da carreira é peça fundamental na gestão de pessoas e para o sucesso nos negócios. Em suma, pessoas e resultados são o nosso negócio.
(A consultoria, especializada em carreira e cultura organizacional, responderá periodicamente as dúvidas dos leitores do GE).

 

Continua após a publicidade
Publicidade