Clique e assine GE Play por R$16,90

Entenda como funciona o Mestrado

Diferentes opções de pós-graduação servem para diferentes perfis e objetivos; conheça esta modalidade

Por Redação - Atualizado em 23 set 2020, 15h14 - Publicado em 24 abr 2014, 20h42

     O que é mestrado?

O mestrado acadêmico é um curso stricto sensu que aprofunda o aprendizado da graduação. O objetivo é ampliar o conhecimento sobre um tema de interesse acadêmico e estimular a reflexão teórica. É voltado, em princípio, para quem pretende crescer no circuito acadêmico, como professor ou pesquisador.

Porém, nada impede que quem atua no mercado encontre no mestrado acadêmico meios de adquirir e aprimorar competências relevantes para o exercício da profissão. Só depende do conteúdo e do enfoque do curso.

Quem atua no mercado também tem como opção o mestrado profissional. Assim como o acadêmico, é uma modalidade de pós-graduação stricto sensu. Só que tem como foco a capacitação de profissionais, nas diversas áreas do conhecimento, pensando em processos e temáticas que atendam a alguma demanda do mercado de trabalho

De acordo com o Capes, “seu objetivo é contribuir com o setor produtivo nacional no sentido de agregar um nível maior de competitividade e produtividade a empresas e organizações, sejam elas públicas ou privadas”.

     Duração de um mestrado

Em média, o mestrado tem duração de dois anos. A carga horária não é grande, mas o curso exige muito empenho fora da sala de aula, para leitura, pesquisa, participação em eventos acadêmicos. 

Além disso, a dedicação ao trabalho final que é uma dissertação. Diferente da monografia, nela deve contar com uma pesquisa empírica (coleta de dados) e trazer contribuições para a área do conhecimento estudada. Ao ser aprovado, o estudante recebe a titulação de mestre.

     Saiba quem pode fazer mestrado

Qualquer pessoa portadora de um diploma de graduação (bacharelado, licenciatura ou tecnológico) pode cursar um mestrado em qualquer área, quantas vezes quiser. 

O processo de seleção se dá a partir da análise do currículo, provas de conhecimentos gerais e específicos, teste de proficiência em um idioma estrangeiro, entrevista e apresentação de projeto de pesquisa. Para conseguir um bom curso, um orientador (professor que vai orientar a pesquisa) e uma bolsa de estudos, o candidato deve ter ótimo histórico escolar e, de preferência, ter realizado, durante a graduação, programa de iniciação científica.

     Diferença de mestrado e doutorado

O doutorado oferece um conhecimento teórico mais profundo do que o mestrado acadêmico. Assim, sua duração também é maior do que o mestrado, de quatro a cinco anos.

No doutorado, também é necessário apresentar um dissertação como trabalho final. Mas enquanto no mestrado é necessário apresentar considerações e análises sobre um tema, a dissertação do doutorado precisa apresentar uma nova visão sobre um tema.

     Qual a diferença entre lato sensu e stricto sensu

Os programas stricto sensu têm foco na formação de pesquisadores e professores universitários – ou seja, são, no geral, indicados para quem segue carreira acadêmica. Ainda assim, é comum encontrar nesses programas pessoas que atuam não em faculdades, mas em empresas. De todo modo, sem o diploma de um curso stricto sensu é impossível seguir a carreira acadêmica. 

Já os cursos lato sensu são a opção ideal para quem já tem uma rotina diária de trabalho e busca aperfeiçoamento profissional. O objetivo é ganhar competências específicas, de aplicação prática, para facilitar a ascensão na carreira, mudar de área ou se adaptar a um novo cargo dentro da empresa em que trabalha. Definir-se por um stricto ou um lato sensu é a primeira escolha a fazer.

Uma boa maneira para encontrar a modalidade ideal de curso é imaginar como será o dia a dia num curso lato sensu ou num stricto sensu. Nos lato sensu, os cursos são mais breves e desenhados para a rotina corrida de quem trabalha: as atividades e os trabalhos podem ser feitos nas horas livres, sem comprometer muito a vida profissional.

No geral, as aulas acontecem à noite, só em alguns dias úteis, ou com uma carga horária mais puxada nos fins de semana. Já os cursos de mestrado e doutorado, a princípio, pedem dedicação integral. Se você acredita que um curso stricto sensu seja a opção mais adequada a seus objetivos, prepare-se: você provavelmente precisará dedicar noites, fins de semana e as férias aos estudos. Também é importante ter alguma flexibilidade de horário no emprego para assistir às aulas e participar de eventos, como congressos, palestras e simpósios.

Continua após a publicidade

     Para fazer doutorado preciso fazer o mestrado?

Não, necessariamente. É possível cursar o doutorado após a graduação, sem ter passado por um mestrado, se a instituição de ensino considerar relevante a proposta de pesquisa do candidato a aluno. Mas a maior parte das escolas prefere que se tenha o título de mestre.

     Saiba se existe mestrado a distância ou mestrado online

Sim! Aliás, o MEC aprovou o oferecimento de pós-graduação stricto sensu, tanto mestrado como doutorado, a distância, no primeiro semestre de 2019.

Mas como é uma novidade, ainda não há tantas opções disponíveis no mercado. Além disso, não são todas as instituições de ensino que podem oferecer a modalidade remota. Apenas as melhores, que tenham obtido, no mínimo, nota 4 no Índice Geral de Cursos (ICG) do MEC.

Assim como no presencial, o mestrado a distância também tem, em média, dois anos de duração. O aluno assiste as aulas em ambiente online e no horário que tiver disponibilidade. As orientação com o professor também podem ser realizadas online. Só a defesa da dissertação que deve ser feita presencialmente.

     Principais motivos para fazer um mestrado

Autoridade na profissão: o mestrado traz um aprofundamento de conhecimento superior em relação à graduação, isso faz com que você consiga se diferenciar dos outros profissionais do mercado em determinado segmento, por exemplo. A publicação de artigos e trabalhos científicos durante o mestrado também pode fazer com que conheçam seus estudos e te coloque como uma referência profissional ao longo do tempo. Um mestre é visto como alguém com autoridade para falar sobre a própria área e trazer ideias relevantes sobre o tema. 

Possibilidade de lecionar: muitas instituições de ensino exigem pelo menos o título de mestre na hora de contratar professores efetivos. Mesmo que você ainda não tenha finalizado o mestrado, muitas vezes, é possível começar a dar aulas na graduação enquanto ainda estuda.

Trabalho em equipe e networking: o desenvolvimento da sua pesquisa, que conta com uma grande troca de conhecimento com o seu orientador, também pode te fazer trocar conhecimentos com outros pesquisadores, que tenham estudos que dialoguem com o seu. Isso desenvolve mais a habilidade de trabalhar em equipe, além de apresentar novos contatos profissionais, que podem dar como fruto boas parcerias de trabalho.

Impacto sobre o salário: o mestrado pode abrir as portas para empregos mais bem remunerados ou um aumento no salário atual.

Crescimento pessoal e profissional: além de garantir acesso às novas técnicas e tecnologias de pesquisa e trabalho, o mestrado pode auxiliar você a ampliar senso crítico em relação à sua área de conhecimento e profissão.

     Onde fazer um mestrado?

Para responder essa pergunta é importante que você tenha em mente na hora da escolha tanto um curso quanto uma universidade que ele seja reconhecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Somente cursos reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação, que usam a avaliação da Capes, estão autorizados a expedir diplomas de mestrado e/ou doutorado com validade nacional.

Os cursos de mestrado profissional, mestrado (acadêmico) e doutorado avaliados com nota igual ou superior a “3” são recomendados pela CAPES ao reconhecimento (cursos novos) ou renovação do reconhecimento (cursos em funcionamento) pelo CNE/MEC.

Consulte os cursos recomendados e reconhecidos pelo Capes

Além da avaliação do curso e da instituição, um ponto importante para pensar antes da escolha é em relação às linhas de pesquisa, que toda instituição que oferece um curso de pós-graduação na modalidade stricto sensu apresenta. Essas informações podem ser encontradas no site das universidades mesmo.

Dentro de um eixo temático, existem muitas linhas de pesquisa dentre as quais você pode seguir ao fazer um mestrado. Você precisa pesquisar e ver qual está mais dentro das suas expectativas e qual combina mais com seus objetivos.

Continua após a publicidade
Publicidade