logo-ge

FAPERJ lança edital conjunto com instituição da Suíça

A iniciativa faz parte da cooperação bilateral entre os dois países

A FAPERJ lançou o seu primeiro edital conjunto com a Swiss National Science Foundation (SNSF), a mais importante agência federal de promoção à ciência e pesquisa no país europeu.

O programa Scientific and Technological Cooperation Program between Switzerland and the State of Rio contemplará, nesta primeira edição, propostas de pesquisa desenvolvidas a partir dos temas: Doenças Negligenciadas; Química, com foco em tecnologias limpas; e Desenvolvimento Urbano.

A iniciativa faz parte da cooperação bilateral entre os dois países. A Suíça teve dezenas de ganhadores do prêmio Nobel nos últimos cem anos e suas instituições primam pela excelência da produção acadêmica, sempre buscando aplicações práticas para os resultados da pesquisa. Já o Brasil tem uma ampla produção em Doenças Tropicais, enquanto a Suíça tem expertise em diversas áreas, como biologia molecular, bioinformática e medicina translacional. No caso da Química, o estado do Rio tem grupos de pesquisa e programas de pós-graduação de excelência, com esse foco em tecnologias limpas. A FAPERJ já lançou duas edições do edital Química Verde, sendo pioneira no fomento específico para essa área de pesquisa. O Rio é a única cidade em toda a América Latina onde a Suíça instalou um escritório sede para a promoção da ciência, educação, arte e inovação, o Swissnex Brazil.

A Swissnex Brazil é a sexta filial internacional dessa agência federal suíça e a primeira delas a operar na América do Sul, inaugurando um novo foco na busca, pela Suíça, de parcerias internacionais na área de tecnologia e inovação. A rede Swissnex é uma iniciativa da Secretaria de Estado para a Educação, Pesquisa e Inovação, subordinada ao Departamento Federal da Economia, Educação e Pesquisa da Suíça, e funciona como ponto central de intercâmbio entre diferentes disciplinas, instituições e nações. Na última década, a expansão da rede esteve concentrada na América do Norte, com escritórios em Boston (inaugurado em 2002) e San Francisco (2003); e na Ásia, em Cingapura (2005), Shangai (2007) e Bangalore (2009).

As propostas devem ser preparadas em conjunto por pesquisadores brasileiros e suíços e serem submetidas em língua inglesa, unicamente na plataforma da SNSF (mySNF, em http://www.mysnf.ch). Pesquisadores brasileiros terão acesso ao sistema de submissão eletrônica através do parceiro suíço. Os projetos conjuntos devem envolver pelo menos dois pesquisadores principais, um suíço e um pesquisador vinculado à instituição de ensino e pesquisa sediada no Estado do Rio de Janeiro. Para ser elegível, além do grau de doutor, o pesquisador brasileiro não pode estar inadimplente com a FAPERJ. Cada pesquisador pode participar de apenas uma proposta.

Além disso, a proposta pode também solicitar à FAPERJ uma bolsa de pós-doutorado por um período de até dois anos ou uma bolsa de doutorado por um período de até três anos; os valores totais da bolsa devem ser incluídos no orçamento submetido à FAPERJ.

Dúvidas de pesquisadores baseados no Rio de Janeiro relacionadas a essa Chamada de Propostas poderão ser encaminhadas para o e-mail: faperj-snsf@faperj.br. O prazo limite de submissão das propostas será 15 de junho de 2015 e os resultados serão divulgados a partir de 10 de dezembro deste ano.

Mais informações sobre o edital (em inglês) clique aqui.

LEIA MAIS

Notícias de pós-graduação