logo-ge

Instituto Butantan inscreve para MBA em Gestão da Inovação em Saúde

Curso tem como objetivo capacitar profissionais na área

O Instituto Butantan, um dos maiores centros de pesquisa biomédica do mundo e principal produtor público de vacinas, antivenenos e antitoxinas da América Latina, abriu inscrições para a nova turma do MBA Gestão da Inovação em Saúde. São 60 vagas com inscrições até 25 de maio.

O objetivo é capacitar profissionais para a gestão de projetos envolvendo produtos inovadores na área da saúde, preparando os alunos para a aplicação dos processos existentes entre pesquisa, patenteamento, produção e comercialização de produtos. A proposta curricular está fundamentada nos processos de interação entre o mundo da geração do conhecimento e o mundo da produção e dos negócios.

De acordo com Ana Marisa Chudzinski-Tavassi, coordenadora geral e de inovação do curso, a temática é inédita no Brasil, e deve preencher uma importante lacuna do mercado entre a criação científica e a materialização de um produto de saúde originado por ela. “Precisamos de mais profissionais preparados para conduzir as etapas de desenvolvimento de novos produtos, principalmente em um ambiente extremamente regulado como este”, explica.

O curso tem duração de 18 meses, com carga de 645 horas (360 horas presenciais e 285 horas de trabalho a distância). As aulas combinam conteúdo acadêmico ministrado por especialistas em pesquisa científica, desenvolvimento e produção, com experiências práticas apresentadas por profissionais do mercado e do governo. Os encontros presenciais acontecem mensalmente no Instituto Butantan, complementados por conteúdos disponibilizados na internet e atividades realizadas à distância. É dividido em ciclos: Inovação, Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia, Pesquisa, Desenvolvimento e Produção e Parcerias, Negócios, Financiamento e Gestão de Projetos Inovadores.

O público alvo são profissionais interessados na gestão de projetos de saúde em órgãos púbicos e empresas, profissionais ligados a programas financiados por agências de fomento – como os Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID), os Programas de Parcerias para Inovação Tecnológica (PITE) e de Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) da Fapesp, o Programa de Recursos Humanos em Áreas Estratégicas (RHAE) do CNPq e programas de outros órgãos como Finep e BNDES –, além de profissionais ligados a Núcleos de Inovação Tecnológica – NITs, start ups, incubadoras, aceleradoras, órgãos reguladores – como Anvisa, INPI, Inmetro e Contract Research Organizations (CROs) –, bem como servidores estaduais e federais, advogados, engenheiros biomédicos e demais profissionais com atuação na área da saúde. Abrange também pesquisadores, mestrandos, doutorandos e pós-doutorandos de programas de pós-graduação, interessados em pesquisa aplicada, bem como empreendedores e investidores que buscam nichos de mercado nessa área.

Mais informações pelo site.

LEIA MAIS

Notícias de pós-graduação