logo-ge

Biocombustíveis

Este tecnólogo conhece os processos de obtenção de biocombustíveis produzidos de materiais como cana-de-açúcar, carvão vegetal e plantas oleaginosas

Este tecnólogo conhece os processos de obtenção de biocombustíveis produzidos de materiais como cana-de-açúcar, carvão vegetal e plantas oleaginosas (girassol, dendê, soja, amendoim).

Ele atua no desenvolvimento de produtos bioenergéticos (álcool combustível e biodiesel) e no controle da produção e da qualidade de fontes alternativas de energia. Também cuida do gerenciamento e controle da matéria-prima, logística, vendas, segurança do trabalho e gestão de recursos humanos de empresas do setor.

Outra responsabilidade é analisar se a produção afeta o meio ambiente. Pode atuar em usinas, destilarias, cooperativas, distribuidoras de biocombustíveis, na agroindústria ou como consultor, com prestação de serviços.

O que você pode fazer

Gerenciamento Gerir a compra de matérias-primas, a logística de produção, os recursos humanos e a venda de produtos em locais de produção de biocombustíveis.

Maquinário Operar e avaliar máquinas e equipamentos nos estabelecimentos produtores de biocombustíveis.

Produção Desenvolver produtos bioenergéticos e atuar no controle da produção e da qualidade deles.

Mercado de Trabalho

A crise econômica provocou uma queda de 17% no consumo de etanol em 2016 no país, mas, segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), vinculada ao Ministério das Minas e Energia, a produção desse biocombustível deve voltar a crescer este ano. Por isso, há boas perspectivas para o tecnólogo.

De acordo com relatório da Agência Internacional de Energias Renováveis (Irena), o Brasil é um dos países que mais gera empregos na indústria mundial de biocombustíveis, com 783 mil novas vagas em 2016. O setor do etanol é o que mais emprega, seguido do biodiesel e da área de máquinas e equipamentos.

O profissional é requisitado em diversos segmentos: produção agrícola e energética, área química, logística, vendas, manutenção de equipamentos e controle de qualidade. A maior demanda se concentra no interior de São Paulo, mas o mercado se expande em Minas Gerais, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Alagoas e Bahia.

Curso

O curso mescla disciplinas da área de Administração com aquelas ligadas à bioenergia. O aluno estuda contabilidade, logística, desenvolvimento de mercado e sociologia. Aprende química, biologia, física e preservação ambiental, processos de biodiesel e álcool e gestão da produção.

Há muitas aulas práticas. Em química, por exemplo, faz análises sobre a cana-de-açúcar para medir o teor de sacarose. Já na usina-piloto, acompanha a produção do biodiesel ou do álcool e monitora o tratamento de efluentes. Algumas escolas exigem estágio e entrega de uma monografa de conclusão de curso, como é o caso da Fatec de Jaboticabal, no interior paulista.

Duração média: 3 anos.

Outro nome: Bioenergia.

 

Legenda:

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado