logo-ge

História

O historiador estuda o passado humano em seus vários aspectos: economia, sociedade, cultura, ideias e cotidiano

O historiador estuda o passado humano em seus vários aspectos: economia, sociedade, cultura, ideias e cotidiano. Ele investiga e interpreta criticamente os acontecimentos, buscando resgatar a memória da humanidade e ampliar a compreensão da condição humana.

Seu trabalho se baseia, principalmente, na pesquisa de documentos, como  manuscritos, impressos, gravações, filmes, objetos, jornais e fotos.

Depois de selecionar, classificar e relacionar as informações levantadas em bibliotecas, arquivos, entrevistas ou estudos arqueológicos, o bacharel faz a datação do fato ou do objeto, confere sua autenticidade e analisa sua importância e seu significado para a compreensão do encadeamento dos acontecimentos históricos.

Com licenciatura, o graduado está apto a dar aulas em escolas de Ensino Fundamental e Médio.

Fique de Olho

AMÉRICA LATINA É FOCO DE CURSOS

A Unila, em Foz do Iguaçu (PR), oferece cursos centrados nas questões da América Latina, caso de História e Ciências Sociais.

Estudantes brasileiros e de outros países da região estudam as particularidades do espaço geográfico e social das diferentes sociedades latino-americanas

O que você pode fazer

Autoria e Consultoria Produzir e avaliar material didático para editoras ou instituições de ensino. Assessorar a produção de novelas, vídeos e filmes de um determinado período histórico.

Ensino Lecionar história geral ou do Brasil para os ensinos Fundamental, Médio ou cursos pré-vestibulares. Com pós-graduação, dar aulas na Educação Superior.

Memória empresarial Pesquisar a história de empresas e instituições em geral para apresentá-la em livros, artigos ou reportagens.

Pesquisa Investigar temas específicos em arquivos, institutos de pesquisa e universidades para produzir teses, livros e artigos.

Documentação e preservação Selecionar, identificar e organizar documentos históricos para o acervo de museus –  públicos e privados – e de centros de documentação. Identificar obras que farão parte de uma exposição permanente ou temporária. Atuar em órgãos de preservação do patrimônio arquitetônico e histórico.

Mercado de Trabalho

As perspectivas para este bacharel são positivas. O projeto que regulamenta a profissão de historiador já foi aprovado  na Câmara dos Deputados e está em discussão no Senado.

O diploma de História será exigido para concursos públicos em museus e arquivos históricos. Será criado também um mercado mais bem definido para pesquisa no  âmbito de ONGs e empresas.

O licenciado encontra vagas em escolas de todo o país, especialmente na rede pública do Norte, do Nordeste e do Centro-Oeste. No Ensino Superior, o profissional, além de dar aulas nos cursos de História, também pode ministrar disciplinas em outras graduações, como Arquitetura e Urbanismo e Museologia.

Em ONGs  dedicadas ao resgate da memória de personagens ou eventos, instituições públicas de preservação do patrimônio,  arquivos e museus, o profissional também é contratado para prestar consultoria, trabalhar na organização de acervos, em pesquisa documental e na preservação do patrimônio cultural.

Um mercado em crescimento é o de produções cinematográficas de época e de roteiros para documentários. Essa demanda cresce em razão da lei que obriga as emissoras de TV por assinatura a exibir conteúdo nacional em sua programação. Ainda na área de produção  audiovisual, o historiador pode ser requisitado para preparar aulas virtuais e vídeos sobre materiais didáticos.

Há boas perspectivas também em cidades históricas. Tem aumentado ainda a busca por historiadores que organizem arquivos pessoais ou empresariais, reconstruam a história de famílias e empresas e prestem consultoria em campanhas eleitorais.

Curso

A maior parte dos cursos de História é de licenciatura e inclui disciplinas pedagógicas, como didática e metodologia do ensino, ao lado das específicas. Estas abordam a história tanto por períodos (pré-história, história antiga, medieval ou contemporânea) quanto por regiões, como Brasil, Europa ou Ásia. Há também temas específicos da pesquisa em história, como metodologia, teoria da história, história demográfica, história política ou história da ciência. Muita  dedicação à leitura e participação em palestras e seminários fazem parte do cotidiano do graduando. Algumas escolas exigem estágio e trabalho de conclusão de curso, entre elas a USP.

Atenção: a UFPR oferece um curso focado em memória e imagem; a Unila (PR), em América Latina (veja quadro abaixo).

Duração média: 4 anos.

Outro nome: Est. Soc. (hist.).

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

★★★★★ - Excelente

★★★★ – Muito bom

★★★ - Bom

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado