Assine com até 65% de desconto

Matemática

Esse profissional é bastante versátil e pode trabalhar nas áreas econômica, financeira, tecnológica, de física e pesquisa, entre outras

Por Redação Atualizado em 22 Maio 2019, 16h48 - Publicado em 29 Maio 2012, 12h21
GE/Guia do Estudante

É a ciência que estuda as quantidades, o espaço, as relações abstratas e lógicas aplicadas aos símbolos.

O matemático usa a lógica na formulação de teorias e no teste de hipóteses. Desenvolve aplicações dos cálculos na pesquisa pura e na ciência aplicada. Cria fórmulas e bancos de dados para interpretar e solucionar problemas de desenvolvimento de produtos, de produção e de logística em empresas.

Esse profissional é bastante versátil e pode trabalhar nas áreas econômica, financeira, tecnológica, de física e pesquisa, entre outras. Quem faz licenciatura está habilitado a lecionar nos ensinos Fundamental e Médio.

O que você pode fazer

Análise numérica: traduzir modelos matemáticos para a linguagem de computadores.

Ensino: lecionar nos ensinos Fundamental e Médio. Para dar aulas no Ensino Superior, é preciso fazer uma pós-graduação.

Modelagem: construir modelos matemáticos que simulem situações reais, a fim de antever e prevenir problemas, em parceria com físicos, químicos e engenheiros. O trabalho nessa área costuma ser feito em indústrias, instituições financeiras ou centros de pesquisa.

Matemática industrial: atuar com as questões relacionadas à organização de uma empresa, buscando otimizar a sua produção e o desempenho dos funcionários.

Matemática computacional: desenvolver tecnologias e projetos para empresas.

Matemática aplicada: aplicar técnicas matemáticas, estatísticas e computacionais na solução de problemas em áreas variadas, como engenharia, medicina e agricultura.

Matemática empresarial: trabalhar com ferramentas matemáticas e técnicas de gestão para solucionar problemas relacionados às finanças, ao marketing e à logística.

  • Mercado de Trabalho

    Tradicionalmente, o maior mercado é o da docência, para os licenciados atuarem em escolas de Ensino Fundamental e Médio, além da administração escolar. Este é um mercado aquecido, pois o déficit de professores da área das Ciências Exatas é grande. Bacharéis com mestrado e doutorado são contratados pelas universidades para ensino e pesquisa.

    Também podem atuar em instituições financeiras e em empresas de diversos setores que façam uso de modelagem matemática – por exemplo, em companhias de logística, para lidar com cálculos que envolvem o transporte de mercadorias.

    Empresas de tecnologia procuram o profissional para atuar no desenvolvimento de softwares matemáticos, aqueles que usam modelos matemáticos para calcular desde lucro em vendas até produção e estocagem de produtos.

    Ganham importância nas corporações especialistas em gerenciamento de dados (big data) e modelagem matemática, capazes de desenvolver algoritmos para melhorar o desempenho do negócio.

    Curso

    Nos dois primeiros anos, o currículo traz cálculo diferencial e integral, álgebra e geometria. Na licenciatura, há disciplinas ligadas à prática pedagógica. Quem segue o bacharelado se aprofunda nos temas de matemática, estudando equações diferenciais, inteligência artificial, algoritmos, entre outras matérias.

    Atenção: alguns cursos têm enfoques específicos, como informática (ou computacional); empresarial; industrial; e matemática aplicada. Na Ufopa (PA), a licenciatura integra Matemática e Física.

    Duração média: 4 anos.

    Outros nomes: Ciên. (matem.); Matem. Aplic.; Matem. Aplic. (ênf. em econ. matem.); Matem. Aplic. (ênf. em mecân. comput.); Matem. Aplic. (ênf. em proc. gráf.); Matem. Aplic. a Neg.; Matem. Aplic. e Comput.; Matem. Aplic. e Comput. Científca; Matem. Comput.; Matem. e Comput. Científca; Matem. e Fís.; Matem. Empr.; Matem. Ind.

     

    Legenda:

    Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

    ★★★★★ - Excelente

    ★★★★ – Muito bom

    ★★★ - Bom

    CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

    O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

    Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

    $ - Até 500,00 reais

    $$ - De 500,01 a 750,00 reais

    $$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

    $$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

    $$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

    n/i - Valor não informado

    Você também pode se interessar por:

    Publicidade