Assine com até 65% de desconto

Mineração

Este tecnólogo executa tarefas como avaliação técnica e econômica dos depósitos

Por Redação Atualizado em 26 jun 2019, 17h50 - Publicado em 7 out 2016, 11h47
Pixabay/Reprodução

Este tecnólogo tem quase o mesmo mercado de trabalho do engenheiro de minas e, em geral sob supervisão dele, executa tarefas como avaliação técnica e econômica dos depósitos. Seus conhecimentos permitem que atue na exploração de recursos minerais, desde a lavra até o beneficiamento. Pode, também, se especializar na gestão ambiental de empreendimentos mineradores, cuidando do tratamento e do descarte de rejeitos da produção.

Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Pará são os estados mais promissores em função da exploração do minério de ferro. O curso traz disciplinas teóricas básicas, como matemática, física, química e computação. A parte profissionalizante inclui geologia, práticas de lavra e beneficiamento de minérios. O estágio é obrigatório.

Duração média: 2,5 anos.

  • Curso

    Legenda:

    CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

    O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

    Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

    $ - Até 500,00 reais

    $$ - De 500,01 a 750,00 reais

    $$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

    $$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

    $$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

    n/i - Valor não informado

    Você também pode se interessar por:

    Publicidade