Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Candidatos revelam o que fazem para relaxar antes das provas da Fuvest

Jogar videogame e sair com os amigos foi a estratégia adotada por muitos estudantes para espantar o estresse da maratona de provas da segunda fase

Por por ANA PRADO Atualizado em 16 Maio 2017, 13h35 - Publicado em 10 jan 2012, 11h14

Desde domingo (8), candidatos de todo o Brasil fazem a segunda fase do processo seletivo da Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que seleciona estudantes para a Universidade de São Paulo (USP) e para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Durante o vestibular, o GUIA DO ESTUDANTE conversou com os estudantes para saber como eles relaxam entre um dia e outro da maratona de provas.

– Confira a correção do primeiro dia de provas da 2ª fase da Fuvest 2012

– Confira a correção do segundo dia de provas da 2ª fase da Fuvest 2012

– Segundo dia da Fuvest teve questões médias e difíceis

– Confira a galeria de fotos da Fuvest 2012

Sair com os amigos para fazer algo tranquilo e jogar videogame foram as atividades mais citadas. “Eu procuro escolher os jogos que exijam o máximo possível do meu cérebro para me concentrar neles e me esquecer da prova”, contou André Matui, de 18 anos, que está prestando Física.

Continua após a publicidade

Dormir bem e manter uma alimentação leve durante esses dias também foi citado como algo importante. Este é o caso da candidata ao curso de Direito Camila da Silva Oliveira, de 25 anos. Além de manter a alimentação em dia, Camila procura fazer alongamento antes de sair de casa e aguarda a abertura dos portões para o início das provas ouvindo algo relaxante, como música clássica.

Outros estudantes, como Danilo Ferreira, que tenta uma vaga no curso de Letras, aproveitavam o tempo antes das provas para se distrair lendo coisas de que gostam. No caso dele, um livro sobre fotografia.

Estudar? Muitos dos entrevistados só se permitiram rever algumas fórmulas de física e matemática. Nada de tentar resolver exercícios – isso, para eles, só aumentaria o estresse. Quem curte a área de Humanas, no entanto, arriscou dar uma revisada no conteúdo. Camila, por exemplo, achou melhor dar uma relembrada no conteúdo de história para se sentir mais segura.

O ponto em que todos concordaram é: esteja pronto ou não, não adianta se desesperar. Quem estudou durante o ano baseou sua confiança nisso; quem não estudou, como a candidata a Letras Camila Conti, de 30 anos, se apegou àquilo que sabia.

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade