Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Conheça as graduações oferecidas pelo Ensino Einstein

Com foco na gestão, novo curso de administração forma alunos para atuarem em qualquer instituição do mercado. Inscrições abertas para o Vestibular 2023

Por Abril Branded Content
Atualizado em 26 set 2022, 11h06 - Publicado em 23 set 2022, 10h57

Em 33 anos de história, a Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein (FICSAE) tem alguns marcos. Entre eles, o início de tudo, em 1989, com a enfermagem; o lançamento da graduação em medicina, em 2016; a recente inauguração do Centro de Ensino e Pesquisa Albert Einstein – campus Cecília e Abram Szajman; e a ampliação da oferta de cursos de graduação para o vestibular 2023.

Administração se junta aos dois primeiros cursos da faculdade e receberá seus alunos na nova unidade, localizada no Morumbi, em frente ao Hospital, e conectada a ele por uma passarela, fomentando o relacionamento entre estudantes, docentes, profissionais da saúde e pesquisadores.

Com o objetivo de formar profissionais para atuarem em qualquer instituição do mercado, o curso de administração utiliza cases complexos, como os da saúde, para ensinar sobre gestão. “Saber gerir corretamente uma organização é uma capacidade básica de todo gestor. Mas gerir uma organização complexa, como hospitais, laboratórios e empresas da indústria farmacêutica, exige ainda mais conhecimento desses profissionais. Por isso, nossos alunos irão adquirir o conhecimento geral de um administrador, mas com um bônus de conhecimento de gestão na saúde, tanto da rede privada, quanto da rede pública”, explica João Paulo Bittencourt, coordenador do curso de administração do Einstein.

Para garantir o desenvolvimento do profissional nesse sentido, é necessária uma abordagem mais ampla, capaz de formar talentos aptos a todos os cenários da gestão. Por isso, o curso aplica o conceito de employer university (empresa-escola, em tradução livre) para que os alunos aprendam a lidar com as demandas do mercado com efetividade por meio de atividades que conectam os eixos empresa-escola.

Einstein
(Einstein/Divulgação)

Uma das iniciativas é a Einstein Júnior, empresa de consultoria na área da saúde que será gerida pelos próprios estudantes, proporcionando a prática por meio de um trabalho com questões mais administrativas e analíticas junto ao gestor ou diretor da área.

“Ao colocar os alunos em contato com o mundo real, o ensino não fica apenas na teoria. Ele é complementado pelo aprendizado ‘mão na massa’, que receberá o auxílio de gestores, diretores e professores da área, que atuam no próprio Einstein”, complementa Bittencourt.

Continua após a publicidade

As inscrições para o vestibular da primeira turma da graduação em administração do Ensino Einstein já estão abertas e vão até o dia 6 de outubro. As provas acontecem no dia 2 de novembro, para seis cursos de graduação, e são aplicadas pela Fundação Vunesp.

“A primeira fase consiste em uma prova comum a todos os cursos, com 50 questões objetivas, cinco dissertativas e uma redação”, explica Durval Daniel Filho, coordenador acadêmico da graduação em medicina do Einstein.

Os candidatos aos cursos de Administração e Enfermagem e as demais Graduações (Engenharia Biomédica, Fisioterapia e Odontologia) terão a prova como fase única do Vestibular.  Apenas no caso da Medicina, essa fase vale por 75% da nota e os 560 melhores colocados são encaminhados para a fase de múltiplas minientrevistas – a iniciativa visa avaliar as capacidades socioemocionais e, assim, identificar os alunos mais alinhados com a proposta do curso, que se utiliza de uma metodologia ativa de ensino, a Team-Based Learning (TBL), bem como de feedbacks frequentes e avaliações baseada em competências.

“Trabalhamos com microcenários, aos quais os candidatos precisam reagir”, diz Filho. A instituição é pioneira na realização de entrevistas como parte do vestibular, uma proposta que teve início logo no primeiro processo seletivo do curso de medicina, realizado em 2015.

Todos os cursos oferecem bolsas de até 100% (por critério socioeconômico) e permitem aos alunos o acesso à prática desde o início do curso, em instituições públicas e privadas.

Continua após a publicidade

Conheça agora, em detalhes, os três cursos localizados nas novas instalações do Centro de Ensino e Pesquisa Albert Einstein – campus Cecília e Abram Szajman.

Administração

Vagas: 70

Duração: 4 anos

Período: integral

Continua após a publicidade

Perfil do aluno: “É a opção ideal para o jovem que gosta de mais de uma atividade, incluindo comunicação e ciências exatas. A profissão é muito dinâmica e muito prática”, explica João Paulo Bittencourt, coordenador da graduação em administração do Einstein.

Características: a formação é embasada em oito trilhas de desenvolvimento: gestão e estratégia; BI & data science; comportamento, comunicação e liderança; gestão de operações; finanças, economia geral e da saúde; inovação e empreendedorismo; simulações, intervenção e experiências; e trilha de unidades curriculares optativas.

Diferenciais: com 1 000 horas de experiência prática, envolve estágios desde o primeiro ano e proporciona uma vivência completa dentro do sistema Einstein. Também coloca os alunos em contato com projetos em organizações públicas e privadas, no Brasil e no exterior, por meio da empresa júnior. E oferece a possibilidade de cursar três meses na Universidade de Angers, na França, para receber a titulação pelos dois países. Além disso, inclui no programa 700 horas de formação em gestão em saúde, mais tempo do que um MBA.

Enfermagem

Vagas: 120

Continua após a publicidade

Duração: 4 anos

Período: matutino

Perfil do aluno: somente o enfermeiro pode gerir o setor de enfermagem da instituição de saúde, pública ou privada, organizar as atividades dos auxiliares e técnicos em enfermagem e planejar, coordenar e executar serviços de assistência e programação em saúde, além de realizar cuidados com complexidade técnica, que exigem conhecimentos científicos adequados e capacidade de tomar decisões imediatas, inclusive na atenção direta a pacientes em estado grave. 

Mas a atuação desses profissionais vai além da assistência: ele é imprescindível nas áreas de pesquisa, de gestão e acadêmica. “É também importante a sua participação em bancas examinadoras, em disciplinas específicas de enfermagem e nos concursos para provimento de cargo e contratação de técnicos e auxiliares de enfermagem, entre outras atividades”, explica Eduarda Ribeiro dos Santos, docente das graduações em medicina e enfermagem e do Programa de Mestrado Profissional do Einstein.

Características: o currículo integra teoria e prática, com foco na interdisciplinaridade, que permite compreender o corpo humano como um sistema completamente interligado, em que micro e macro se conectam. As atividades práticas são realizadas com o apoio de laboratórios com o recurso de simulação realística.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Diferenciais: além de participarem da formação, com o contato diário com centros de pesquisa, hospitais e a rede municipal de saúde pública atendida pelo Einstein, quatro em cada cinco dos formados são contratados pela própria instituição. O curso abrange, ainda, estágio desde o primeiro ano de graduação; monitoria, que oferece oportunidades de aprendizagem; bolsas de estudo de até 100%; e a possibilidade de intercâmbio com instituições dos Estados Unidos.

Medicina

Vagas: 120

Duração: 6 anos

Período: integral

Perfil do aluno: O objetivo das Múltiplas Minientrevistas (2ª fase do processo seletivo) é identificar nos candidatos as sementes de algumas habilidades sócio emocionais essenciais para a atuação do médico. Habilidades essas que serão desenvolvidas durante o curso: comunicação efetiva, empatia, compaixão, ética, pensamento crítico, trabalho em equipe, liderança”, explica Elda M. Stafuzza Gonçalves Pires, Coordenadora Acadêmica da Graduação em Medicina do Einstein.

Características: Durante todo o curso, os alunos trabalham em grupos, que mudam a cada semestre. “Com isso desenvolve-se a habilidade de trabalhar em equipe, a comunicação, flexibilidade, tolerância, respeito às opiniões diferentes”, afirma a coordenadora. O curso é muito prático, com aulas colaborativas centradas no aluno, e aulas práticas nos serviços de saúde desde o primeiro mês de aula. Além disso, a Medicina Einstein tem 2 anos e meio de internato, com estágios no Sistema Einstein de Saúde (que conta com 14 Unidades Básicas de Saúde, 2 Hospitais Públicos, AMAs, UPAs e CAPSs que o Einstein administra), além do Einstein Morumbi”, afirma Elda.

Diferenciais: “Queremos formar médicos capazes de transformar a saúde no Brasil”, anuncia Pires. “Médicos com grande conhecimento técnico científico, que sabem utilizar evidências científicas para a tomada de decisão clínica, e mais do que isso, sabem se comunicar, liderar uma equipe e atuam com empatia com os pacientes e familiares”.

Para mais informações, acesse o site.

Publicidade
Conheça as graduações oferecidas pelo Ensino Einstein
Universidades
Conheça as graduações oferecidas pelo Ensino Einstein
Com foco na gestão, novo curso de administração forma alunos para atuarem em qualquer instituição do mercado. Inscrições abertas para o Vestibular 2023

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.