Assine com até 65% de desconto

Conselho Universitário da USP aprova medidas de inclusão social de alunos de escolas públicas

Bônus pode chegar a 25% da nota; mudanças já serão adotadas no vestibular deste ano

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h39 - Publicado em 2 jul 2013, 19h34

Nesta terça-feira (2), o Conselho Universitário da Universidade de São Paulo (USP) aprovou o novo plano de inclusão social na universidade, que já deve entrar em vigor no vestibular deste ano. O plano inclui quatro medidas: o aumento e criação de novos bônus do Programa de Inclusão Social da USP (Inclusp), a criação do Programa de Preparação para o Vestibular da USP, o aperfeiçoamento do Programa “Embaixadores USP” e a ampliação dos locais de prova da Fuvest no estado de São Paulo.

– USP aprova bônus para negros e criará cursinho preparatório para alunos de escola pública

O objetivo é atingir, até 2018, a meta de 50% dos alunos matriculados em cada curso e em cada turno que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas. Além disso, desses 50% vindos de escolas públicas, o percentual de pretos, pardos e indígenas deverá atingir o percentual verificado pelo último censo demográfico do IBGE.

Dependendo do grupo em que o candidato se inserir, os bônus do Inclusp poderão chegar a até 25%. O bônus é calculado segundo o desempenho do candidato na prova da primeira fase do Vestibular da Fuvest, e será também aplicado na segunda fase. Hoje, essa porcentagem era de, no máximo, 15%.
Pretos, pardos e indígenas (PPI) que tenham realizado integralmente o ensino básico em escolas públicas poderão receber até 5% de bônus adicional, também dependendo do desempenho na prova da primeira fase da Fuvest.

Veja, no quadro abaixo, como a bonificação vai funcionar:

Bônus Bonificação atual Nova bonificação proposta
Aumento do bônus Inclusp Ensino Médio – aluno que cursou ou esteja cursando ensino médio em escola pública Até 8% Até 12%
Aumento do bônus Inclusp Ensino Básico – aluno que cursou ensino fundamental na rede pública e tenha cursado ou esteja cursando, integralmente, o ensino médio em escola pública. Até 8% Até 15%
Aumento do Bônus PASUSP – concedido a candidato que cursou integralmente o ensino fundamental na rede pública e que esteja cursando o 2º ou 3º ano do Ensino Médio em escolas públicas. Até 15% Até 20%
Criação do Bônus PPI-EB – candidato inscrito no vestibular na condição de Inclusp Ensino Básico e que se declararem pretos, pardos e indígenas.  – Até 5%

Cursinho

O novo plano prevê a criação do Programa de Preparação para o Vestibular da USP, que oferece reforço escolar para os alunos da rede pública. O público-alvo são os alunos que, tendo prestado o vestibular da Fuvest, foram bem classificados, mas não conseguiram pontos suficientes para ingressar na universidade.

Continua após a publicidade

Serão 1.000 vagas, distribuídas nas áreas de humanas, exatas e biológicas, sendo que 35% delas serão destinadas a alunos PPI. Também serão destinadas 30 vagas para alunos da Escola de Aplicação da USP. Os alunos ainda receberão uma bolsa de manutenção no valor de R$ 300 mensais.

O curso será oferecido anualmente, com duração de dez meses. Esta primeira edição, de caráter experimental, será oferecida a partir de agosto deste ano, com duração de cinco meses. As aulas serão ministradas por alunos dos cursos de Licenciatura da USP, sob a supervisão de estudantes de pós-graduação, em Unidades de Ensino e Pesquisa na Cidade Universitária, na Escola de Artes, Ciências e Humanidades, na zona leste de São Paulo, e na Faculdade de Saúde Pública, localizada no bairro de Cerqueira César, em São Paulo.

Embaixadores USP

O Programa Embaixadores da USP, no qual alunos e professores da Universidade visitam escolas públicas para fornecer informações e incentivar os estudantes a prestarem o vestibular, é oferecido desde 2007, mas será ampliado. O número de “embaixadores” poderá ser aumentado com a participação dos funcionários dos setores acadêmicos e essa atividade poderá ser reconhecida academicamente e constar no histórico escolar do aluno embaixador.

Também será criado o “Prêmio Inclusp”, oferecido às escolas públicas que inserirem o maior número de alunos nos cursos da Universidade. O prêmio será anual e consistirá em um diploma de reconhecimento da USP.

Ampliação dos locais de prova

A Fuvest será aplicada em mais cidades: Limeira, Fernandópolis, Barueri, Carapicuíba e Taboão da Serra passam a realizar a prova.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade