logo-ge

Curso de verão em Yale oferece bolsa para estudantes do Ensino Médio

Os cursos oferecidos vão de Ciências Biológicas à Economia

A Universidade Yale, que está entre as 20 melhores do mundo no ranking da consultoria Quacquarelli Symonds, oferece bolsas de necessidade financeira para estudantes do Ensino Médio que sejam aceitos para participar do programa Yale Young Global Scholars Program (YYGS).  As inscrições vão até o dia 15 de janeiro pelo site do programa.

YYGS é um curso de duas semanas que reúne jovens do Ensino Médio do mundo todo para estudar assuntos de sua escolha. No total, ele oferece nove programas interdisciplinares em áreas como ‘Política, Direito e Economia’ e ‘Ciências biológicas e biomédicas. O programa custa ao todo US$ 5 mil (custos com alimentação e acomodação incluídos), e no momento da inscrição o estudante deve sinalizar que deseja concorrer às bolsas.

O selecionado poderá escolher entre cinco opções de cursos:

  • Ciências biológicas e biomédicas;
  • Literatura, filosofia e cultura;
  • Política, direito e economia;
  • Resolvendo desafios globais;
  • Ciências aplicadas e engenharia

A lista com os cursos e datas disponíveis pode ser vista neste link. É importante notar que cada programa tem apenas algumas opções de datas. Por isso, na hora de escolher o seu, é importante verificar as datas em que você terá disponibilidade. Durante a inscrição, o candidato pode listar três cursos que teria interesse em fazer. Assim, caso não seja aprovado para a sua primeira opção, terá a chance de cursar um dos outros dois.

Como se inscrever para o Yale Young Global Scholars Program

Podem se candidatar ao Yale Young Global Scholars Program estudantes do Ensino Médio que tenham frequentado escolas brasileiras pela maior parte da vida, e que comprovem ser de uma família de baixa renda.  Não há restrições em relação a estudantes de escolas privadas, entretanto será preciso enviar documentos que demonstrem a situação financeira da família.

Além disso, é preciso ter um bom nível de inglês – não são exigidos testes, mas a universidade ressalta que todas as atividades serão realizadas no idioma. “Você deve ser capaz de ler artigos longos em inglês e discuti-los com outros alunos da turma, nativos na língua, além de escrever redações”, diz o site de Yale.

O processo seletivo inclui o envio de cartas de recomendação, histórico escolar (traduzido para o inglês) e redações, entre outros itens.

Conheça o bolsista brasileiro do Yale Young Global Scholars

Em 2015, o estudante Daniel Calarco foi contemplado com a bolsa de estudos. Natural de Tocantins, Daniel se mudou para o Rio de Janeiro quando tinha apenas um ano. Cresceu na comunidade Vila do Vintém, no bairro Padre Miguel, e depois se mudou para Bangu, onde hoje mora com os pais. “Vi que a juventude é a que mais sofre nas comunidades carentes”, diz ele. “Queria fazer algo para mudar isso”.

Com tudo pago, Daniel passou duas semanas em Yale, fazendo o curso de “Política, Direito e Economia” entre junho e julho de 2015. “Conheci gente do mundo inteiro, tive uma aula com o assessor de política externa da campanha da Hillary Clinton e almocei com um grande jornalista e economista”, diz.

Hoje cursando Direito na FGV-Rio com bolsa integral e Economia na UFRJ, Daniel ressalta o legado de Yale. “Minha vida mudou. Yale me abriu várias portas, agora só cabe a mim decidir quais caminhos seguir”, diz.

Para quem pensa em se candidatar para a bolsa, Daniel aconselha: “Às vezes, achamos que não estamos à altura de Yale. Mas confie no seu potencial, você pode ser o brasileiro que a universidade procura.”

Este texto foi originalmente publicado no portal Estudar Fora, da Fundação Estudar, parceira do Guia do Estudante.