Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Ex-alunos da USP detidos em reintegração de posse são liberados

Grupo de 12 pessoas, incluindo uma grávida, foi preso no último domingo por ocupação irregular de prédio de moradia estudantil

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h50 - Publicado em 20 fev 2012, 14h21

Os 12 ex-alunos da Universidade de São Paulo (USP) presos no domingo (19) durante a reintegração de posse de um alojamento do Bloco G do CRUSP (Conjunto Residencial da USP, onde ficam as moradias estudantis), foram liberados hoje mediante o pagamento de uma fiança no valor total de R$2.280.

O grupo, formado por seis homens e seis mulheres (sendo que uma delas tinha 17 anos e outra estava grávida), foi acusado de dano ao patrimônio e desobediência e, segundo a Polícia Militar, ocupava as salas de três andares do prédio do CRUSP desde março de 2010. O reitor João Grandino Rodas havia expulsado, em dezembro do ano passado, seis alunos que participaram dessa ocupação.

Cerca de 50 pessoas viviam irregularmente no local, mas a maioria não estava presente no momento da reintegração de posse, que começou às 5h30 de domingo, por causa do carnaval. Os 12 ocupantes não ofereceram resistência física à ação policial.

Antes da ocupação, as salas eram usadas pela Coordenadoria de Assistência Social da USP.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade