Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Fuvest 2011: de acordo com candidatos, segunda prova da segunda fase estava difícil

Questões trabalhosas marcaram o exame aplicado nesta segunda-feira (10/01); amanhã as provas específicas encerram o processo seletivo

Por Júlia Frate Atualizado em 16 Maio 2017, 13h36 - Publicado em 10 jan 2011, 15h51

A Fundação Universitária para o Vestibular (Fuvest), que seleciona candidatos para a Universidade de São Paulo (USP) e para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, realizou hoje o segundo dia de provas da segunda fase do vestibular 2011 da instituição.

Confira a correção completa da primeira prova da segunda fase da Fuvest 2011 

Na prova de hoje, os candidatos responderam a 20 questões de disciplinas que constituem o núcleo comum do ensino médio (história, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês), além e questões interdisciplinares.

Segundo o candidato ao curso de Letras Paulo Manoel Antonio, 46, o nível de dificuldade estava alto. O comerciante, que achou a prova de Português aplicada ontem (9/1) muito fácil, diz que se abalou com o exame desta segunda-feira: “hoje a prova me assustou e já não estou mais otimista, não sei se vou passar, vai depender muito da prova de amanhã. Fui bem ontem, mas hoje fui mal”.
 
De acordo com o vestibulando, todas as questões deram trabalho: “não consegui fazer a parte de física, deixei em branco. Era necessário o uso de muitas fórmulas, que eles não forneciam. A prova toda deu muito trabalho, inclusive a de inglês, que eu costumo ter facilidade. As provas de geografia e história exigiam respostas longas, eram todas questões que dão trabalho, que você tem que escrever um monte de detalhes e qualquer distração leva ao erro. A maioria tinha enunciados longos, eram questões chatas mesmo. Vi muita gente na sala sofrendo”, relata. 

Sua concorrente, Maria Fernanda Tchalian, 21,  também terminou o exame preocupada: “fui muito mal. Não era nem que estava difícil ir bem, estava difícil não zerar! Eu sabia que em exatas não iria me virar bem, mas as questões de humanas também estavam complicadas. Não houve nenhuma questão que eu possa dizer que acertei. Deixei sete respostas de 20 em branco. Foi uma luta”, desabafa. 

Gabrielle Oliveira, 19, candidata ao curso de Engenharia de Materiais, concorda que a prova estava difícil, o que, para ela, não era nenhuma surpresa: "a  prova foi do jeito que a gente espera, né? Geogriafia estava razoável, história mais ou menos e química deu para fazer, mas achei mesmo que física foi o que pegou", conta. Amanhã Gabrielle fará a prova de matemática, física e química e está apreensiva:  "estou com muito medo de física, acho que hoje foi uma prévia do que me espera amanhã", diz. 

Ontem (9/01), primeiro dia do vestibular, os estudantes realizaram uma prova com dez questões de português, além da redação, cujo tema foi "O altruísmo e o pensamento a longo prazo ainda têm espaço no mundo contemporâneo?". De acordo com a Fuvest, dos cerca de 38 mil candidatos selecionados para a segunda fase do vestibular, 35.144 compareceram ao exame de domingo, totalizando uma abstenção de 7,88% de abstenção, ou 3.007 ausentes.

Veja a prova de português e a redação da Fuvest 2011

Amanhã (11/01), será realizado o terceiro e último dia do vestibular, quando os estudantes farão 12 questões de duas ou três disciplinas, que variam de acordo com a carreira escolhida pelo candidato.
O resultado final está previsto para 9 de fevereiro.

LEIA TAMBÉM
Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade

Publicidade