Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Fuvest 2018 foi “puxada” e teve questões mais longas

Veja também comentários dos candidatos

Por da redação Atualizado em 26 nov 2017, 23h06 - Publicado em 26 nov 2017, 22h46

A primeira fase da Fuvest 2018, aplicada neste domingo (26), foi “puxada, trabalhosa e teve um grau de dificuldade significativo” segundo Célio Tasinafo, diretor pedagógico do cursinho Oficina do Estudante. “Esta não foi uma prova que pudesse ser feita só com interpretação de texto ou com um conhecimento básico das matérias”, avalia.

O tamanho das questões de química e física surpreendeu: mais contextualizadas, elas foram também mais longas, o que pode ter dado algum trabalho extra para os candidatos. Já a parte de linguagens foi, na opinião de Célio, mais “tranquila”. “Embora a prova tenha cobrado todos os livros obrigatórios exceto Iracema, as perguntas exploraram mais os textos de apoio, que permitiam responder mais de uma questão”, explica.

Serão chamados para a segunda fase os candidatos que tiverem pontuação igual ou superior à nota de corte na carreira. A lista de convocados para essa etapa será divulgada no dia 18 de dezembro. 

No Twitter

No Twitter, os candidatos compartilharam suas expectativas antes e seus sentimentos pós-prova:

Twitter/Reprodução
Continua após a publicidade

Twitter/Reprodução
Twitter/Reprodução
Twitter/Reprodução
Twitter/Reprodução
Continua após a publicidade

Publicidade