Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Governo pretende oferecer 75 mil bolsas de estudo no exterior até 2014

Meta faz parte da proposta de qualificar mão de obra brasileira

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h38 - Publicado em 9 Maio 2011, 12h38

Mais uma vez o programa Café com a Presidenta, apresentado toda segunda-feira pela presidente Dilma Rousseff, destacou a educação no Brasil. Durante o programa, Dilma apresentou o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o projeto que visa ampliar as vagas e o acesso de estudantes e trabalhadores a cursos técnicos. A meta é capacitar 8 milhões de pessoas até 2014. A presidente também destacou a importância da formação dos estudantes brasileiros no exterior.

Segundo a presidente, hoje cerca de cinco mil brasileiros estudam em outro país com bolsas concedidas pelo governo, em países como França, Alemanha e Estados Unidos. A meta do governo federal é conceder 75 mil bolsas até 2014, ou seja, mais de 18 mil por ano.

Para Dilma, a proposta de aumentar o número de bolsas de estudo no exterior faz parte do plano de qualificação da mão de obra brasileira. Afinal, como ela salientou, não existe um país que tenha avançado na área de ciência e tecnologia sem ter enviados seus jovens para estudar no exterior.

A presidente avaliou que com projetos como o Pronatec e a ampliação de bolsas de estudo, o país dará um salto em seu desenvolvimento. Segundo Dilma, em seu programa semanal, “o Brasil precisa de mão de obra qualificada para prosseguir nesse novo ciclo de seu desenvolvimento”.

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade