Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

GE divulga as melhores universidades do Brasil em 2012

8ª edição do Prêmio Melhores Universidades aponta as melhores instituições do país

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h53 - Publicado em 13 nov 2012, 17h25

Identificar as escolas que reúnem os melhores cursos do país de modo a auxiliar os estudantes de todo o Brasil na procura por uma instituição de qualidade. É com esse objetivo que o Prêmio Melhores Universidades do Ano, publicado no GUIA DO ESTUDANTE PROFISSÕES VESTIBULARES 2013, chega a sua 8ª edição.

A seguir, você poderá conferir as instituições vencedoras na categoria “A Universidade do Ano – Escola Pública e Privada. Concorrem nesta categoria apenas as escolas que tiveram, no mínimo, cinco cursos avaliados pelo GUIA DO ESTUDANTE PROFISSÕES VESTIBULAR 2013.

Mas antes de conhecer os vencedores, você sabe como é feita a escolha das escolas premiadas? Todo o processo de seleção das vencedoras é feito com uma consultoria do Ibope Inteligência e a verificação dos dados é feita pela PricewaterhouseCoopers.

Critérios de avaliação
A identificação da melhor instituição é feita a partir de uma fórmula, que combina indicadores de qualidade (A) – média de estrelas dos cursos de determinada escola, ou seja, indica a qualidade média dos cursos – e indicadores de quantidade (B) – quanto aquela escola se aproxima da instituição mais “estrelada” da categoria, ou seja, que possui o maior número de cursos estrelados. Desta forma, a fórmula é: 2A + B/3.

Nesta fórmula, o peso dado à variável A é o dobro de B, o que significa dizer que a qualidade dos cursos estrelados vale duas vezes mais do que a sua quantidade.

As melhores universidades públicas do Brasil:

1º lugar: USP – Um corpo docente bem preparado, pesquisas de ponta e programas de extensão variados são ações que garantem a Universidade de São Paulo (USP) o prêmio de melhor universidade pública do Brasil. A instituição tem mais de 88,9 mil estudantes em 247 cursos de graduação e 607 cursos de pós-graduação, além de 5.940 docentes.

Continua após a publicidade

2º Lugar: Unesp – o bom desempenho da Universidade Estadual Paulista (Unesp) vem de um trabalho intensivo. A instituição vem melhorando a infraestrutura e investindo na formação docente por meio do núcleo de estudos e práticas pedagógicas. A universidade também tem promovido uma discussão integrada dos projetos político-pedagógicos dos cursos. Presente em 24 cidades do estado de São Paulo, a instituição conta com mais de 35,9 mil alunos em 179 cursos de graduação e 10,7 mil estudantes em 118 programas de pós, além de 3.543 professores.

3º lugar: UFRGS – com um ensino de qualidade, pós-graduação consolidada, investimentos em pesquisa e em inovação, a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) aparece entre as três melhores universidades públicas do Brasil. A instituição possui mais de 28,2 mil estudantes de graduação em 89 cursos, mais de 10, 4 mil alunos de mestrado e doutorados e mais de 2,4 mil docentes.

As melhores universidades particulares do Brasil:

1º lugar: PUC Minas – com um olhar para a investigação científica e outro para as vagas de estágio, a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) amplia o leque de oportunidades oferecidas aos estudantes. Ao toda, a instituição possui mais de 47,4 mil estudantes em 108 cursos de graduação, além de conceder mais de 600 bolsas de iniciação científica e 1.710 monitorias que beneficiam estudantes.

2º lugar: PUCRS – a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) aposta alto na titulação de seus mais de 1,4 mil professores: mais de 90% deles são mestres e doutores e há capacitação constante da equipe com o objetivo de melhor a gestão na sala de aula e, assim, beneficiar o ensino. A instituição tem 24 mil alunos em 51 cursos de graduação e mais de 5 mil na pós-graduação em 68 cursos de especialização, 24 de mestrado e 21 de doutorado.

3º lugar: PUC – RIO – nos últimos anos, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) consolidou a qualidade de seus cursos de graduação e pós e voltou-se à pesquisa. O fato de ser considerada de médio porte, com cerca de 20 mil alunos de graduação e pós-graduação, também tem colaborado para um tratamento mais individualizado dos alunos.

LEIA MAIS

– Notícias de Vestibular

Continua após a publicidade

Publicidade