Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Haddad diz que data da nova prova do Enem será marcada nessa semana

Ministro da Educação falou sobre erros da prova à Comissão de Educação do Senado

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h39 - Publicado em 16 nov 2010, 14h48

O Ministro da Educação Fernando Haddad disse que a data da nova prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será anunciada ainda esta semana. A declaração foi feita hoje (16) na chegada de Haddad à Comissão de Educação do Senado.

Haddad afirmou que espera resposta da Cesgranrio, órgão responsável pela elaboração da prova, para anunciar a nova data. Ele também disse estar negociando com as universidades federais para que a data não coincida com nenhum vestibular.

O novo dia de aplicação da prova, que deve ser feita pelos alunos prejudicados pelos erros com o caderno amarelo nos dias 6 e 7, será anunciado depois que todas as atas dos locais de prova forem lidas. Estima-se que dois mil alunos tenham que refazer a prova.

– Entenda os erros que ocorreram no Enem 2010

– Novo Enem só é possível em 2011, diz ministro da Educação

Detalhes
Fernando Haddad também chamou de “detalhes” as falhas com o caderno de questões: “Se nós não entendermos que o Enem é para democratizar o acesso, que ele é moderno e necessário, vamos ficar presos aos detalhes do processo que podem ser superados e vamos perder a essência do projeto”, afirmou.

Continua após a publicidade

– Alunos relatam problemas durante Enem e aguardam soluções

– Confira o gabarito e correção da prova

O ministro também disse que a reaplicação do exame para uma parcela dos candidatos não tira a credibilidade do exame: “Aconteceu no ano passado, não por falha humana, mas por um evento da natureza. Uma enchente evitou que os alunos do Espírito Santo fizessem a prova, que foi realizada com toda a tranquilidade depois”, lembrou.

A Defensoria Pública da União do Distrito Federal criou um email para que alunos possam relatar os problemas que enfrentaram durante o exame.

O Ministério da Educação (MEC) também criou uma página para que alunos que receberam a folha de respostas com a ordem das questões invertida possam relatar de que modo preencheram o gabarito, para que a sua prova seja corrigida adequadamente.

LEIA TAMBÉM
– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade