logo-ge

Investimento em pesquisa: Capes anuncia 1800 bolsas de pós-graduação

Cada estado brasileiro vai ser responsável por especificar suas áreas prioritárias, como saúde, meio ambiente, mobilidade urbana para o ganho do benefício.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou nesta terça-feira (26) 1.800 bolsas de pós-graduação. O investimento de R$ 200 milhões, durante os próximos quatro anos, beneficiará cursos de mestrado e doutorado apontados como relevantes no desenvolvimento regional. 

Assim, cada estado brasileiro vai ser responsável por especificar suas áreas prioritárias, como saúde, meio ambiente, mobilidade urbana. E, então, a Capes determinará quais programas de pós-graduação serão beneficiados.

Veja também

Como a iniciativa faz parte de um programa de desenvolvimento estratégico da pós-graduação em diferentes regiões, os cursos criados há menos de 10 anos e com nota 3 ou 4 terão preferência para serem escolhidos para o investimento. 

O termo, assinado a partir da parceria com Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), pretende com uma melhor articulação dos interesses das agências estaduais fomentar a pesquisa científica, tecnológica e de inovação no Brasil. O presidente da Confap, Evaldo Vilela, acredita que a iniciativa é uma boa estratégia para o progresso dos programas: “A pós-graduação na CAPES evoluiu muito, viramos referência mundial. Mas, as necessidades de hoje são diferentes das do início do século. Então, nós temos que nos atualizar através de parcerias”.