Assine com até 65% de desconto

Investimento em pesquisa: Capes anuncia 1800 bolsas de pós-graduação

Cada estado brasileiro vai ser responsável por especificar suas áreas prioritárias, como saúde, meio ambiente, mobilidade urbana para o ganho do benefício.

Por Juliana Morales Atualizado em 28 nov 2019, 12h39 - Publicado em 27 nov 2019, 17h17

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) anunciou nesta terça-feira (26) 1.800 bolsas de pós-graduação. O investimento de R$ 200 milhões, durante os próximos quatro anos, beneficiará cursos de mestrado e doutorado apontados como relevantes no desenvolvimento regional. 

Assim, cada estado brasileiro vai ser responsável por especificar suas áreas prioritárias, como saúde, meio ambiente, mobilidade urbana. E, então, a Capes determinará quais programas de pós-graduação serão beneficiados.

  • Como a iniciativa faz parte de um programa de desenvolvimento estratégico da pós-graduação em diferentes regiões, os cursos criados há menos de 10 anos e com nota 3 ou 4 terão preferência para serem escolhidos para o investimento. 

    O termo, assinado a partir da parceria com Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), pretende com uma melhor articulação dos interesses das agências estaduais fomentar a pesquisa científica, tecnológica e de inovação no Brasil. O presidente da Confap, Evaldo Vilela, acredita que a iniciativa é uma boa estratégia para o progresso dos programas: “A pós-graduação na CAPES evoluiu muito, viramos referência mundial. Mas, as necessidades de hoje são diferentes das do início do século. Então, nós temos que nos atualizar através de parcerias”.

    Continua após a publicidade
    Publicidade