Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Matemática foi a matéria que menos apareceu na prova do segundo dia da Fuvest 2015

Professores elogiaram contextualização de perguntas na prova da segunda fase

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h25 - Publicado em 5 jan 2015, 19h51

Nesta segunda-feira (5) os estudantes que disputam uma vaga no vestibular da Fuvest responderam a 16 questões de múltiplas matérias do currículo do Ensino Médio. Para os professores, a prova foi bem contextualizada e soube usar o recurso de interdisciplinaridade de forma consistente, com exemplos contemporâneos. "Todas as perguntas mostraram uma razão para serem feitas, não foram gratuitas, estavam bem contextualizadas", aponta Luís Ricardo Arruda, coordenador do Anglo Vestibulares.

– Segundo dia da segunda fase da Fuvest termina com 8,4% de abstenção

– Veja a correção comentada do segundo dia da 2ª fase da Fuvest

Outro ponto positivo levantado pelos professores foi que os estudantes não precisaram dar longas respostas para as perguntas. "No segundo dia são 16 questões, com no mínimo duas perguntas em cada uma delas, então as respostas precisam ser simples para dar tempo de fazer todas", explica Arruda. "Tanto as respostas de questões de humanas, como as de exatas, não precisaram ter sido muito extensas, o que fez a prova ser objetiva e direta", completa Célio Tasinafo, diretor pedagógico do Oficina do Estudante.

Nenhum professor apontou falhas nos enunciados, o que foi um sinal de uma "prova bem feita", nas palavras deles. Uma das poucas críticas feitas diz respeito à distribuição de questões por matérias. Enquanto química, por exemplo, foi contemplada com 6 perguntas, apenas meia questão de matemática apareceu na prova, uma surpresa para os professores. "Acompanhamos a preocupação dos estudantes antes da prova e a expectativa deles com o que poderia aparecer de matemática agora na segunda fase, já que na primeira as questões dessa matéria foram bem difíceis", relata Tasinafo.

Provas da segunda fase continuam na terça-feira (6)

No terceiro dia de provas, os estudantes deverão responder a 12 questões de áreas específicas, que vão variar conforme a escolha da carreira. Os professores esperam uma prova bem mais densa do que a do segunda dia, com direito a análises e explicações mais extensas. "A prova certamente vai ser mais complicada, vai ser mais aprofundada e vão ter mais cobranças. Acredito que o nível seja mais ou menos o mesmo de hoje, mas será mais trabalhosa", diz Arruda. No entanto, para o professor os candidatos estão preparados para a cobrança a mais: "O aluno que passou pela primeira fase não é um aluno que está chegando agora". O diretor pedagógico Tasinafo concorda: "Amanhã os estudantes terão contato com as disciplinas que mais gostam, que são geralmente as específicas para as carreiras que escolheram".

Continua após a publicidade

Provas de habilidades específicas

Para os candidatos de Música (Ribeirão Preto), Artes Cênicas, Curso Superior do Audiovisual, Arquitetura e Design, o vestibular continuará com as provas de habilidades específicas entre os dias 7 e 9 de janeiro de 2015.

Resultado

A primeira lista de aprovados no vestibular 2014 da Fuvest poderá ser consultada em 31 de janeiro.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade