Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

MEC lança programa que dará 30 mil bolsas para incentivar estudo de exatas e biologia

Benefício repassado aos estudantes de ensino médio será de R$ 150

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h54 - Publicado em 18 set 2013, 19h54

O Ministério da Educação lançou nesta quarta-feira (18) o Programa Quero Ser Cientista, Quero Ser Professor, que vai oferecer inicialmente 30 mil bolsas em 2014 para incentivar nas escolas públicas o estudo de disciplinas como matemática, física, química e biologia.

O benefício, oferecido a estudantes de ensino médio, será de R$ 150 e as bolsas serão concedidas a partir de fevereiro de 2014. A expectativa é ampliar gradualmente a concessão até atingir 100 mil bolsas.

Alunos matriculados nos anos finais do ensino fundamental que se destaquem também poderão participar. O programa é voltado principalmente aos estudantes do Programa Ensino Médio Inovador, que tem jornada de ensino ampliada. Terão prioridade ainda estudantes premiados em olimpíadas científicas.

A bolsa será semelhante às concedidas em programas de iniciação científica. Enquanto participa do programa, o aluno terá tarefas a cumprir e a orientação e supervisão de professores e estudantes universitários que já recebem bolsas de estímulo à pesquisa. A seleção dos bolsistas será feita pelas secretarias estaduais de Educação e por universidades.

Continua após a publicidade

Um dos objetivos do programa é reduzir o déficit de professores de matemática, física, química e biologia – que, segundo estimativas, atualmente chega a 170 mil na rede pública. Mas o MEC também quer ter mais profissionais das áreas de exatas em outros setores produtivos. “Química, física, matemática e biologia são áreas em que a demanda por matrícula no ensino superior é muito baixa. Está em torno de 2,8% a 3% das matrículas e não sai desse patamar. Nós queremos melhorar isso”, explicou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, na semana passada.

*Com informações da Agência Brasil

Leia mais:

– Notícias de vestibular e Enem

 

Continua após a publicidade
Publicidade