logo-ge

MEC publica portaria com mudanças na edição 2012 do Enade

Estudantes que colam grau até 31 de agosto deste ano estão dispensados do exame

O Ministério da Educação publicou nesta quinta-feira (15), no Diário Oficial da União, a portaria que regulamenta a edição de 2012 do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O exame, que era aplicado apenas a estudantes que estavam concluindo o curso superior, avaliará também alunos do penúltimo semestre de graduação.

– Confira a íntegra da portaria no Diário Oficial

– Entenda como funciona o Enade

De acordo com a portaria, serão avaliados pelo Enade os cursos que conferem diploma bacharel nos seguintes cursos:

– Administração
– Ciências Contábeis
– Ciências Econômicas
– Comunicação Social
– Design
– Direito
– Psicologia
– Relações Internacionais
– Secretariado Executivo
– Turismo.

Também serão avaliados estudantes dos cursos que conferem diploma de tecnólogo em:

– Gestão Comercial
– Gestão de Recursos Humanos
– Gestão Financeira
– Logística
– Marketing
– Processos Gerenciais

Nesta edição, a novidade será o aumento no número de universitários que terão que fazer a prova para se formar. Além dos estudantes que esperam terminar a graduação até o fim do ano, também participarão os alunos que finalizarão o curso até julho de 2013. Estão dispensados dessa edição os estudantes que colam grau até 31 de agosto deste ano.

O Manual do Enade 2012, segundo a portaria, será divulgado até 1º de junho pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela aplicação das provas. As informações será disponibilizadas no site do Inep. A inscrição poderá ser feita entre 16 de julho a 17 de agosto de 2012.

Denúncias de fraudes

Segundo o MEC, a intenção com as mudanças é evitar com que instituições tentem burlar o sistema de avaliação, postergando a formatura de alguns alunos para que somente os melhores tenham a chance de fazer a prova. As mudanças ocorrem depois de denúncias encaminhadas Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), acusarem a Universidade Paulista (Unip) de supostamente fraudar o Enade.

De acordo com a vice-reitora da Unip, a professora Marília Ancona, não há nenhuma irregularidade dentro da instituição e todos os estudantes que devem realizar o exame o fazem. “Não estamos escolhendo estudantes para fazer a prova", afirma a vice-reitora.

O Enade, aplicado anualmente a universitários, avalia a qualidade do ensino oferecido por faculdades, centros universitários e universidades de todo o país. Os números são muito utilizados pelas instituições em material publicitário para atrair novos alunos e, em caso de baixo desempenho, as instituições de ensino podem sofrer punições do MEC, como suspensão de vagas.

LEIA MAIS

– Notícias sobre o Enade

– Notícias de vestibular e Enem