Assine com até 65% de desconto

MPF recomenda ao MEC que Enem comece uma hora mais tarde para sabatistas

Orientação foi dada porque candidatos de Rondônia, que tem duas horas de diferença em relação a Brasília, teriam que fazer a prova antes das 18h

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h38 - Publicado em 30 out 2012, 12h52

O Ministério Público Federal de Rondônia (MPF/RO) pediu ao Ministério da Educação (MEC) que altere o horário de início do Enem para os candidatos que guardam os sábados por motivos religiosos. O início da prova está marcado para as 19h do horário de Brasília. Mas em Rondônia, que está em outro fuso e não tem horário de verão, ainda serão 17h.

Na inscrição do Enem, o candidato podia indicar que guarda os sábados por motivo religioso, o que lhe permitiria fazer a prova em horário diferenciado (após as 18h). Para o MPF, a organização do exame não levou em consideração que há estados que não fazem horário de verão e isso prejudicaria os candidatos rondonienses.

100 perguntas e respostas sobre o Enem
Parte 1 – O exame
Parte 2 – Inscrições
Parte 3 – O dia da prova
Parte 4 – Resultados

Assim, o MPF recomendou à União, por meio do Ministério da Educação (MEC), e ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Anísio Teixeira (Inep) que, no sábado (3), as provas sejam realizadas às 20h do horário de Brasília – o que corresponde às 18h em Rondônia.

A Unir (Universidade Federal de Rondônia) é uma das universidades que vai utilizar a nota do Enem como base do processo seletivo de candidatos para o ano letivo de 2013.

O Inep e o MEC terão dois dias para informar se vão cumprir a recomendação.

Continua após a publicidade

Os sabatistas deverão ingressar no local de prova no mesmo horário de todos os participantes – entre 12 e 13h, horário de Brasília – e aguardar em uma sala o início de sua prova.

 

LEIA MAIS:

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade