Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Pesquisa revela que homofobia cresceu 150% nas escolas brasileiras

Levantamento foi realizado com base no questionário socioeconômico do Enem de 2004 a 2008

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h27 - Publicado em 20 jun 2011, 16h48

Sabe o questionário socioeconômico que você teve que responder para se inscrever no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011? Pois bem, além dele servir de análise para a isenção da taxa do exame, ele pode ser usado para fazer estudos sobre os jovens brasileiros.

Foi o que aconteceu com os questionários de 2004 a 2008. Um levantamento inédito criado a partir deles mostrou um crescimento de 150% do número de pessoas que se declaram vítimas de homofobia no Brasil neste período.

– Senado aprova projeto de combate a bullying nas escolas

– Kit anti-homofobia poderá incluir combate a outros preconceitos na escola

– Como você convive com as diferenças? Faça o teste

Continua após a publicidade

O índice nacional não é o maior apontado pela pesquisa. De acordo com o levantamento, Santa Catarina registrou o maior aumento de casos de discriminação contra homossexuais, 211% entre 2004 e 2008. Outros quatro estados brasileiros apresentaram um alto índice de crescimento da homofobia, são eles: Paraná (175%), Rio Grande do Norte (162,5%) e Alagoas (164,7%) e São Paulo (160%).

No estado paulista, por exemplo, em 2004, 1,5% dos estudantes afirmou ter sofrido preconceito por causa de sua orientação sexual. Quatro anos depois, em 2008, o porcentual passou para 3,9%.

Foram analisadas as respostas de 6,4 milhões de estudantes concluintes do ensino médio, com idades entre 16 e 25 anos, que prestaram o Enem entre 2004 e 2008. Após esse ano, as questões relativas à homofobia foram retiradas dos questionários.

*Com informações de O Estado de S.Paulo

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade