Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Prazo para inscrições do Ciência sem Fronteiras é prorrogado até dia 6; oferta de bolsas passa a incluir mestrado

Estudantes podem concorrer a bolsas de estudo em 20 países

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h28 - Publicado em 2 dez 2013, 15h06

O prazo para a inscrição no programa Ciência sem Fronteiras, que oferece bolsas de estudos para alunos de graduação e pós-graduação no exterior, foi prorrogado até o dia 6 de dezembro. Há chamadas abertas para 20 países: Reino Unido, Bélgica, Canadá, Holanda, Finlândia, Austrália, Nova Zelândia, Coréia do Sul, Espanha, EUA, Alemanha, França, Itália, Suécia, Noruega, Irlanda, China, Hungria, Japão e Áustria.

Para participar do programa, o estudante precisa ter feito pelo menos 600 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e comprovar bom desempenho no curso de graduação no Brasil. A bolsa concedida aos selecionados garante todos os custos da viagem, a mensalidade da universidade no exterior, alojamento, alimentação e um curso para quem precisa melhorar o domínio sobre o idioma do país de destino. Além da mudança no prazo para inscrição, outros itens das chamadas foram retificados.

Mestrado

O programa também passará a oferecer bolsas de estudo para cursos de mestrado profissional, com duração de dois anos e formação específica, voltada para o mercado de trabalho. A novidade foi anunciada pela presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira (2) no programa semanal de rádio Café com a Presidenta.

As bolsas atendem as áreas prioritárias do Ciência sem Fronteiras, como engenharias, ciências exatas (matemática, química, física, biologia e ciências médicas), ciências da computação, ciências da área de energia e ciências da natureza. As primeiras serão oferecidas nas principais universidades dos Estados Unidos, como Harvard, Columbia, Illinois, Stanford, Carnegie Mellon, Yale e Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT).

Continua após a publicidade

Segundo a presidente, em dois anos o governo federal já concedeu 60 mil bolsas, das quais 48 mil foram para estudantes da graduação. A meta é oferecer 101 mil bolsas até o fim de 2014 – 75 mil oferecidas pelo governo federal e 26 mil, por empresas. O programa também permite a estudantes de graduação e de pós-graduação fazer estágio no exterior.

Veja mais informações no site do programa.

 

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

 

Continua após a publicidade
Publicidade