Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Primeiros colocados em vestibulares de todo o Brasil dão dicas para mandar bem nas provas

Foco e uso de boas técnicas de estudos são garantia de sucesso

Por por GABRIELA PORTILHO Atualizado em 16 Maio 2017, 13h51 - Publicado em 17 fev 2012, 13h57

Não basta decorar o conteúdo, ser ótimo em redação ou ter boa concentração. O sucesso nos vestibulares é uma combinação de diversos fatores. O GUIA DO ESTUDANTE conversou com os primeiros colocados da Unifesp, UFPR, USP, Unicamp e UFRJ e todos dizem a mesma coisa: altas doses de determinação, boa vontade e muitas horas de estudo são a garantia de bons resultados.

– Confira 9 dicas para organizar os estudos em ano de vestibular

– Leia dicas de como organizar seu local de estudos

“Antes de sentar na cadeira e focar nos estudos, é muito importante estar motivado. Saber por que quer passar no vestibular – e se lembrar disso – é fundamental para aqueles dias em que bate um desânimo”, conta o estudante Raif Simão, 18 anos, que depois de se dedicar completamente aos estudos em 2011, teve os esforços recompensados com o primeiro lugar no vestibular de Medicina da Unicamp deste ano.

 

Com o foco determinado, não há muito o que fazer, além de entrar de cabeça nos estudos. Foi o que fez o estudante Felipe Scalisa, 21 anos, que no ano passado estudou em média 15 horas por dia, de janeiro a dezembro, incluindo feriados. “Acho que fui uma das pessoas que mais estudou nesse país em 2011”, brinca. Felipe foi o primeiro colocado em Medicina na Unifesp, e o quinto colocado na USP.

Mas, para garantir os bons resultados, o melhor é combinar foco e perseverança a algumas técnicas de estudo. Confira a seguir 10 dicas de alguns dos primeiros colocados nos maiores vestibulares do Brasil para mandar bem nas provas.

Organize o seu tempo de estudo
É fundamental não perder o ritmo dos estudos para não se atrasar no conteúdo. Para manter a organização, o estudante Felipe conta que nunca deixou uma matéria para depois. “Tentava estudar e resolver todos os exercícios o quanto antes”, conta.

Já o estudante Luiz Guilherme Seleme, primeiro colocado geral do vestibular da Universidade Federal do Paraná (UFPR), a tática foi estipular metas semanais. “Planejava os assuntos que queria estudar durante aquela semana e o número mínimo de exercícios que deveria fazer”, relata.

Escolha o lugar ideal para estudar
A escolha do local de estudos também é muito importante. O ideal é estudar em ambientes que facilitem a concentração e estimule os estudos, como bibliotecas e salas de estudos. O estudante Leonardo dos Anjos Cunha, 17 anos, primeiro colocado em Engenharia da USP, seguiu a risca a dica. “Preferia ficar estudando na escola para evitar distrações. Se ficasse em casa, ia querer entrar na internet toda hora”, diz.

O estudante Raif acabou estudando em casa mesmo, mas adotou estratégias para manter a concentração: desligava o computador da tomada. “Estipulava meia hora no final do dia para olhar e-mails e responder alguma coisa nas redes sociais e só”, explica.

Mantenha a rotina de estudos
Não tem jeito, para passar no vestibular tem que estudar e muito. As histórias de sucesso dos primeiros colocados são também as histórias de longas jornadas de estudo, em geral, de 13 a 15 horas diárias, incluindo o horário do cursinho. “O momento de estudar é durante o ano, não em dezembro”, afirma o estudante Felipe.

Estude até no tempo de lazer
É claro que descanso é fundamental, mas, em ano de vestibular, mesmo esses momentos podem ser aproveitados para revisar alguma matéria ou fixar algum conteúdo. Foi o que fez Felipe Scalisa. Ele decidiu aproveitar o período de férias e feriados para ir a museus e ver um pouco mais de perto conteúdos que já tinha vivenciado na sala de aula.

Continua após a publicidade

O estudante Raif também aproveitava cada minuto dos momentos de lazer. Ele conta que na pescaria, por exemplo, aproveitava para observar mais de perto os peixes, memorizar as estruturas e ver na prática o que o cursinho ensinava na teoria.

Faça fichas-resumo para fixar conteúdos importantes

– Confira as fichas-resumo do GUIA DO ESTUDANTE

Para ajudar a lembrar de todas as fórmulas e nomes das inúmeras disciplinas, a dica é fazer fichas-resumo dos temas mais importante. Outra sugestão dos campeões dos vestibulares é colar nas paredes do quarto papéis com algumas fórmulas importantes.

Escreva sempre que possível
A redação pode ser um grande diferencial nos resultados dos vestibulares. Por isso, vale a pena investir nela. E, nada melhor do que escrever para treinar o texto. Foi exatamente isso que a atriz Bianca Salgueiro,18, aprovada em primeiro lugar geral da UFRJ, fez. A garota escrevia, pelo menos, duas redações por semana.

Mas, nem só de escrita vive a redação. A leitura também é muito importante, garante o estudante Felipe. “A dica mais preciosa que posso dar é: saiba sempre mais do que o necessário”, diz ele. O estudante conta que durante o cursinho leu textos de filósofos e sociólogos, o que o ajudou a formar um pensamento mais crítico que ele conseguiu utilizar em todas as redações.

Estude em várias fontes
Outra dica dos estudantes para mandar bem nos exames é tentar ver o mesmo conteúdo sob óticas diferentes, diversificando as fontes. Enquanto estudava para as provas, o estudante Felipe Scalisa foi adepto da prática e ele garante: além de fixar o conteúdo, a tática faz com que a pessoa tenha uma visão mais crítica do assunto. “Eu estudava as matérias de história, por exemplo, no material do cursinho e em livros diferentes”, diz. Além disso, Felipe passava horas analisando o “Google Maps” e suas fotos, para compreender o relevo, vegetação e clima dos territórios.

Resolva provas antigas
Um mês antes dos vestibulares, o ideal é começar a fazer a revisão para os exames. Nada melhor para isso do que resolver provas antigas. No final do ano, o estudante Raif se concentrou em resolver provas antigas dos vestibulares que ia fazer, com Fuvest, Unicamp e Unesp, para pegar prática e incorporar o espírito da prova.

Um dia antes da prova
Depois de um ano todo de estudos, o melhor a se fazer um dia antes das provas é relaxar. “Além de ouvir óperas para me manter mais tranquilo, fazia um ritual de isolamento da minha família para manter o foco”, conta Felipe.

Já a estudante e atriz Bianca adotava técnicas diferentes, que variavam de acordo com o tipo de prova. “Em véspera de exames objetivos, que costumam ser mais longos e cansativos, eu procurava descansar e relaxar, para evitar cometer erros bobos por cansaço. Já em provas discursivas, procurava dar uma revisada nas matérias em que eu tinha maior dificuldade”, conta.

Durante a prova
E no grande dia, como será que os melhores candidatos se comportam? Segundo o estudante Luiz Guilherme Seleme, durante o exame o essencial é saber administrar o tempo. “Sugiro seguir a sequencia natural da prova, mas caso alguma questão comece a tomar muito tempo, é melhor seguir em frente e retornar depois”, explica.

Já Felipe optava por relaxar e chegar mais cedo para se familiarizar com o ambiente. “Gostava de levar também bebidas energéticas para manter a concentração. Respondia tudo pensando no corretor, como ele corrigiria e o que provavelmente esperaria de um candidato“, conta.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade