Clique e assine GE Play por R$16,90

Questões sobre Bin Laden e Guerra do Afeganistão podem cair no vestibular

Professores consideram que fatos relacionados podem aparecer, como as revoltas no mundo árabe e a política externa americana

Por por GUILHERME DEARO e MARIANA NADAI - Atualizado em 16 Maio 2017, 13h39 - Publicado em 2 Maio 2011, 18h59

Depois de quase dez anos dos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, que mataram quase 3 mil pessoas nos Estados Unidos, o mentor dos ataques e líder do grupo terrorista Al Qaeda, Osama Bin Laden, foi morto ontem (01/05) numa operação militar no Paquistão.

– Entenda os atentados terroristas de 2001 e a Guerra do Afeganistão

– Estude a Guerra do Afeganistão com dois filmes e uma HQ

Para professores, o tema pode ser cobrado nos vestibulares de fim de ano.

Elias F. de Amorim Júnior, professor de história do cursinho da Poli, acredita que o assunto poderá aparecer de forma menos pontual e mais histórica. “Penso que poderiam comparar presente e passado”, sugere.


“Bin Laden já foi aliado dos EUA quando estes queriam derrotar a União Soviética, que havia invadido o Afeganistão, e durante a Guerra do Golfo ele rompe com essa aliança e passa a atuar como inimigo dos americanos”, explica.

Contudo, Amorim Júnior lembra que as provas dos vestibulares de meio de ano já estão prontas e que as de fim de ano estão sendo montadas desde agora, com muitas questões feitas há meses.

Continua após a publicidade

Isso diminui as chances de cair uma questão falando especificamente da morte de Bin Laden. “Não é porque a mídia hoje está falando muito disso ou porque fará dez anos do atentado às torres gêmeas que as provas vão abordar esse assunto”.

– Faça o quiz e teste seus conhecimentos sobre os atentados terroristas de 2001

– Teste seus conhecimentos sobre a Guerra do Afeganistão

Para o professor de história do cursinho Anglo, Gilberto Marone, o assunto não deverá ser abordado a fundo no vestibular. “Se cair, acredito que serão cobradas questões que falam sobre esse acontecimento para que o estudante ter que identificar elementos ligados a ele”.

Ele acredita que questões sobre o que é Al Qaeda, quem são os xiitas e os sunitas e sobre as intervenções norte-americanas no mundo desde a 2ª Guerra Mundial podem aparecer.

Dicas

O professor Amorim Júnior afirma: questões sobre as atuais revoltas árabes (como no Egito, Tunísia, Líbia e Síria) também têm chance de cair: “As revoltas árabes estão acontecendo desde o começo do ano”, lembra. Assim, as universidades já podem ter montado questões sobre o tema.

O professor Marone aconselha os alunos a sempre se preocuparem em se manter informados e ficar por dentro de questões atuais. “O candidato tem que ficar atento a tudo o que estão falando sobre essa questão, que vai muito além da morte do Bin Laden”.

Para se informar ele sugere que os estudantes acompanhem o noticiário pelos jornais e programas televisivos, por exemplo. “Tem que saber o está acontecendo. Perceber, por exemplo, que a morte de Osama tem um tom muito eleitoral. Os EUA estão em crise econômica, Obama mata o inimigo número um e fica por cima, cria uma situação que une o povo nesse momento de crise”, comenta.

Continua após a publicidade
Publicidade